sicnot

Perfil

País

PR inicia hoje visita de 3 dias a Nova Iorque com intervenção na ONU

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, será hoje um dos oradores na abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, que marca o início de uma visita de três dias do chefe de Estado a Nova Iorque.

SEBASTIAN KAHNERT

Depois de ter chegado a Nova Iorque no domingo, o programa da deslocação tem início logo pela manhã, com a receção de boas-vindas oferecida pelo secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon em honra dos chefes de Estado participantes na 70ª Assembleia Geral das Nações Unidas.

Para as 09:00 locais (14:00 em Lisboa) está marcado o início da sessão de abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, onde o Presidente da República fará uma intervenção. No seu discurso, o chefe de Estado irá falar sobre as áreas mais relevantes da política externa portuguesa e de assuntos relacionados com a participação de Portugal nas Nações Unidas.

Além de Cavaco Silva também irão discursar os Presidentes dos Estados Unidos da América, do Brasil, da Polónia, da China, da Jordânia e da Rússia, entre outros. O primeiro orador será o secretário-geral das Nações Unidas.

Ao início da tarde, o Presidente da República participará num almoço oferecido por Ban Ki-Moon em honra dos chefes de Estado e chefes de delegação.

Pelas 17:30 locais (22:30 em Lisboa), Cavaco Silva terá um encontro com o secretário-geral das Nações Unidas e, ao início da noite, participará na receção oferecida pelo Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, em honra dos chefes de Estado e de Governo presentes para a abertura da 70ª Assembleia-Geral das Nações Unidas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, acompanha a visita do Presidente da República.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.