sicnot

Perfil

País

Mais de 400 militares destacados em operações já exerceram o voto antecipado

Mais de 400 militares das forças nacionais destacadas em teatros de operações já exerceram o seu direito de voto antecipado, entre 22 e 24 de setembro, disse à Lusa fonte oficial do Ministério da Defesa Nacional.

Lusa/ Arquivo

Os 185 militares presentes no Kosovo votaram no dia 24 de setembro. Tratando-se de um período de rotação desta força nacional destacada, pelo menos mais 50 militares do contingente que partiu na segunda-feira, 28 de setembro, também exerceram o direito de voto antecipado nas respetivas autarquias, informou a mesma fonte.

Também os 196 militares portugueses que integram a Força de Reação Imediata da NATO (Standing NATO Maritime Group One -- SNMG1) votaram a 24 de setembro, a bordo da Fragata NRP D. Francisco de Almeida.

Os quatro militares integrados na missão da União Europeia na Somália, assim como os cinco militares que estão a contribuir para o treino e formação das forças locais do Mali também exerceram o voto antecipado a 24 de setembro.

A 23 de setembro votaram os 30 militares portugueses em missão no Iraque, integrados na coligação internacional Operation Inherent Resolve, e entre os dias 22 e 23 de setembro exerceram o direito de voto os onze militares destacados na RSM e na UNAMA, no Afeganistão.

Os oito militares presentes na República Centro Africana, numa missão da União Europeia, votaram no dia 22 de setembro.

Segundo o Ministério da Defesa Nacional, o voto dos militares destacados foi assegurado com a deslocação de representantes do Ministério dos Negócios Estrangeiros e diplomatas a cada um dos teatros de operações.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.