sicnot

Perfil

País

Previsões de mau tempo obrigam a encerrar acesso à montanha do Pico

O acesso à montanha da ilha do Pico, nos Açores, o ponto mais alto do país, com 2.351 metros de altitude, estará encerrado entre hoje à noite e quarta-feira de manhã, devido às previsões de mau tempo.

A decisão foi tomada pelo Parque Natural de Ilha, com base nas condições meteorológicas e no aviso amarelo de precipitação e trovoada emitido hoje pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), e é descrita como medida de "proteção e segurança dos visitantes", de acordo com uma nota do Governo Regional dos Açores.

O encerramento da Casa da Montanha e a interdição preventiva de subidas à montanha irão vigorar entre as 20:00 de hoje (21:00 em Lisboa) e as 08:00 de quarta-feira, altura em que serão reavaliadas as condições e previsões meteorológicas.

O IPMA pôs hoje as ilhas do Grupo Central (Graciosa, Pico, São Jorge, Faial e Terceira) sob o aviso amarelo -- o segundo menos grave de uma escala de quatro - devido às previsões de chuva forte e trovoada para as próximas horas.

A Proteção Civil dos Açores recomenda, entre outras medidas, especial cuidado na circulação junto da orla costeira, a desobstrução dos sistemas de escoamento e a fixação de estruturas soltas, como andaimes e placards.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.