sicnot

Perfil

País

Emigração em 2013 e 2014 estabilizou nos 110 mil por ano

O Observatório da Emigração estima que a saída de portugueses do país em 2013 e 2014 tenha estabilizado, em alta, nos 110 mil por ano e que em 2015 comece a descer.

reuters

"A perspetiva era que em 2014 a emigração tivesse baixado, porque o número de pessoas com disponibilidade para emigrar também se esgota. Fiquei surpreendido que ainda se tenha mantido em 2014", afirmou à agência Lusa o sociólogo Rui Pena Pires, do Observatório da Emigração.

Segundo o também professor universitário, o "mais provável é que em 2015 comece a descer".

O professor destacou que, apesar de a tendência de 2013 e 2014 ser de estabilização, o número de portugueses que emigraram só tem "paralelo com finais dos anos de 1960 e princípios dos anos de 1970".

Os dados publicados pelo Observatório da Emigração sobre as saídas totais de portugueses são estimados com base na soma de dados recolhidos em 15 países europeus, mais Angola, Brasil e Moçambique.

"Os dados que foram colocados são provisórios, porque são feitos com informação disponível no final do primeiro semestre deste ano, faltando informação sobre a França e Suíça", explicou o sociólogo, sublinhando que até ao final do ano haverá uma ligeira correção em alta.

Questionado sobre quais os principais países para onde emigram os portugueses, Rui Pena Pires disse que são Reino Unido, Suíça, França, Alemanha e Espanha.

"Mas com o Reino Unido muito destacado, com cerca de 30 mil pessoas por ano", disse.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.