sicnot

Perfil

País

Investigada legalidade de obra feita pela autarquia de Vila do Bispo

Investigada legalidade de obra feita pela autarquia de Vila do Bispo

A Inspeção Geral do Ambiente e Ordenamento do Território está a averiguar a legalidade de uma obra realizada pela Câmara Municipal de Vila do Bispo, no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. A autarquia alega que se limitou a melhorar um caminho já existente, mas vários geólogos consideram que a intervenção municipal potencia risco de desmoronamento e põe em causa a integridade do geossítio das Arribas da Praia do Telheiro, um local que encerra um valioso património geológico e paisagístico.

  • "É um monumento de valor mundial"
    0:56

    País

    Entre as formações geológicas existentes no geossítio das Arribas da Praia do Telheiro, em Sagres, no concelho de Vila do Bispo, está uma das mais monumentais discordâncias angulares a nível mundial, formada há cerca de 300 milhões de anos. O geólogo Galopim de Carvalho explica o que é e como se forma uma discordância angular.

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.