sicnot

Perfil

País

Catorze distritos do continente sob aviso amarelo devido à chuva e vento forte

Catorze distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva e vento forte, informou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

(arquivo)

(arquivo)

XOAN REY

De acordo com o IPMA, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Guarda, Viseu, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Castelo Branco, Santarém, Setúbal estão sob aviso amarelo devido à previsão de períodos de chuva forte passando a regime de aguaceiros a partir da tarde que poderão ser forte e acompanhados de trovoada.

Estes distritos estão também sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 90/110 quilómetros por hora nas terras altas.

O aviso amarelo para a chuva e vento vai estar em vigor entre as 01:00 e as 18:00 de hoje.

De acordo com o IPMA, o aviso amarelo é o segundo menos grave de uma escala de quatro e refere-se a uma "situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

O IPMA prevê para hoje nas regiões do norte e centro céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, e que poderão ser acompanhados de trovoada e de rajadas.

Está também previsto vento moderado de sul, soprando forte no litoral, com rajadas da ordem de 90 quilómetros por hora a norte do cabo Raso, e forte a muito forte, com rajadas da ordem de 100/110 quilómetros por hora nas terras altas, enfraquecendo para o final do dia.

A previsão aponta ainda para neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais, pequena subida da temperatura mínima na região norte e descida da máxima.

No sul prevê-se céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes até ao final da manhã, e que poderão ser acompanhados de trovoada e de rajadas.

Está também previsto vento moderado de sul, soprando moderado a forte no litoral, com rajadas da ordem de 65/70 quilómetros por hora no litoral oeste, e forte, com rajadas até 90 quilómetros por hora nas terras altas, enfraquecendo para o final do dia, neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais e pequena descida da temperatura máxima.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 20 e 23 graus Celsius, no Porto entre 18 e 20, em Viana do Castelo entre 17 e 20, em Vila Real entre 16 e 20, em Bragança entre 14 e 19, em Viseu entre 15 e 19, na Guarda entre 13 e 16, em Castelo Branco entre 16 e 20, em Santarém entre 19 e 23, em Évora entre 17 e 24, em Beja entre 20 e 24 e em Faro entre 20 e 23.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.