sicnot

Perfil

País

Gripe matou mais de 5500 em Portugal no início do ano

Mais de 5500 pessoas morreram no início do ano em Portugal, vítimas da gripe sazonal. Os dados são divulgados no relatório do Programa Nacional de Vigilância da Gripe 2014/2015, citado pelo jornal i.

Reuters

Desde 1998/99 que as infeções respiratórias não faziam tantas vítimas, segundo o relatório que é hoje apresentado na 4ª Reunião da Vigilância Epidemiológica da Gripe do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa.

Nos dois primeiros meses do ano, morreram 5591 pessoas com gripe. A maior parte não tinha sido vacinada, embora tivesse indicação para o fazer.

Períodos de frio acentuado, a não vacinação ou a circulação de uma estirpe diferente da utilizada na vacina são fatores que contribuem para os excesso de mortalidade, como explicou ao i Baltazar Nunes, investigador do Instituto Ricardo Jorge.

Uma maior adesão à vacina, defende, poderá evitar muitas dessas mortes.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe arrancou a 1 de outubro. A vacina é recomendada a grupos de risco.