sicnot

Perfil

País

Acidentes nas estradas provocaram 365 mortos desde janeiro

Os acidentes rodoviários provocaram este ano 365 mortos, mais 25 do que em igual período de 2014, indicam dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Segundo a ANSR, 365 pessoas morreram nas estradas portuguesas, de 01 de janeiro a 30 de setembro, representando um aumento de 7,3 por cento em relação ao mesmo período de 2014, quando se registaram 340 vítimas mortais.

A ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, adianta que o número de acidentes também aumentou quase cinco por cento até setembro, tendo-se registado 89.822 desastres, mais 4.153 do que nos mesmos meses do ano passado.

Os distritos que registaram mais vítimas mortais foram Aveiro, com 41 mortos, seguido do Porto (39) e Lisboa (36).

O distrito com menos mortos nas estradas portuguesas foi Bragança, onde três pessoas morreram este ano, refere a Segurança Rodoviária.

Os feridos graves também aumentaram ligeiramente, tendo o número de pessoas gravemente feridas, até setembro, subido a 1.647, enquanto no ano passado se fixou em 1.573, no mesmo período.

A ANSR diz ainda que este ano sofreram ferimentos ligeiros 27.518 pessoas, contra o número de 27.155, nos primeiros nove meses de 2014.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.

Lusa

  • Presidente do Conselho Europeu admite divergências com Trump

    Mundo

    O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, admitiu hoje que a reunião mantida em Bruxelas com o presidente norte-americano, Donald Trump, permitiu constatar pontos de concordância em várias áreas, mas também de discordância noutras, como clima, comércio e Rússia."

  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Mexicana vence ultramaratona a correr de sandálias e de saia

    Desporto

    Uma mexicana venceu uma ultramaratona de 50 quilómetros a correr de saia e sandálias de borracha. María Lorena Ramírez, de 22 anos, não é atleta profissional, nem recebeu treino específico para a Ultra Trail Cerro Rojo, prova que venceu, mas pertence à tribo Tarahumara, com uma longa e invulgar tradição de excelentes corredores.

    SIC

  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08