sicnot

Perfil

País

Marinha vai fazer "análise interna" à operação de socorro na Figueira da Foz

A Autoridade Marítima vai fazer uma análise interna à operação de busca e salvamento no naufrágio de um arrastão na Figueira da Foz, disse hoje fonte daquela entidade.

PAULO NOVAIS

"Nós temos uma análise interna muito rigorosa para analisar o procedimento do empenhamento operacional e a forma como a operação foi realizada. Porque isso para nós funciona, também, como lições aprendidas", disse à agência Lusa Nuno Leitão, porta-voz da Autoridade Marítima.

Frisando que a busca e salvamento "não é uma ciência exata", Nuno Leitão afirmou que um dos objetivos da análise interna é "poder observar os procedimentos que foram adotados e avaliar o correto processo em termos de operação".

O responsável da Autoridade Marítima assumiu que se na análise que for feita forem detetadas falhas "serão imputadas responsabilidades" e a Marinha possui "processos internos" para o fazer.

Nuno Leitão assumiu ainda que da mesma maneira que poderão existir falhas, também existem operacionais que poderão vir a ser louvados na atuação.

Sobre o desempenho do agente da Polícia Marítima que, apesar de estar de folga, tripulou uma moto de água e salvou dois dos sete tripulantes do arrastão naufragado, Nuno Leitão, frisou que "arriscou a sua própria vida de uma forma calculada, ponderada, mas conseguiu salvar duas pessoas".

"Podem [os críticos da atuação da Autoridade Marítima] estar a olhar para as falhas, mas devem sim estar a olhar para os sucessos", advogou.

Nuno Leitão disse ainda que Portugal "é um dos países do mundo com melhor taxa de sucesso" nas operações de busca e salvamento: "Andamos nos 98% de sucesso, os Estados Unidos têm menor taxa do que nós".

O naufrágio ocorrido na terça-feira provocou uma morte, havendo ainda quatro pescadores desaparecidos. Foram resgatadas duas pessoas com vida e as buscas no local estão a decorrer através de meios marítimos, terrestre e um helicóptero.

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.