sicnot

Perfil

País

Três centenas em vigília na Figueira da Foz

Três centenas de pessoas participavam às 19:15 desta quarta-feira numa vigília na Figueira da Foz, para "alertar consciências para o fim das mortes no mar" e que foi marcada pelo Facebook após o naufrágio de terça-feira nesta zona.

Na vigília participam familiares das vítimas, além de pescadores, muitos anónimos e praticantes de desportos de mar.

Na vigília participam familiares das vítimas, além de pescadores, muitos anónimos e praticantes de desportos de mar.

PAULO NOVAIS / Lusa

O promotor da iniciativa, João Traveira, um praticante de bodyboard", disse querer assinalar com esta vigília -- marcada hoje de manhã - que a "Figueira da Foz não quer mais mortes no mar e que é preciso criar consciência para evitar estas situações".

Uma pessoa morreu e quatro estão desaparecidas na sequência de um naufrágio no mar da Figueira da Foz. Dois pescadores do arrastão Olívia Ribau foram resgatados com vida na terça-feira.

Na vigília participam familiares das vítimas, além de pescadores, muitos anónimos e praticantes de desportos de mar.

"Amadureci a ideia e penso que não devia haver uma lei que impeça que um conjunto de pessoas possa substituir as entidades oficiais, quando estas não conseguem dar respostas", disse João Traveira à agência Lusa, em alusão ao processo de busca e salvamento.

Esta vigília "dá energia para que se crie uma força cívica de voluntários de surfistas e 'bodyboarders' que com meios disponíveis possam impedir que morra mais gente na barra da Figueira da Foz".

"Estar no molhe e ver pessoas a morrer a 50 ou 100 metros é um filme de terror", vincou.

O organizador não esperava tanta gente na iniciativa: "Pensava que a Figueira da Foz não se iria unir nesta vigília, mas apercebi-me de que as pessoas estão sensíveis ao sofrimento alheio".

Às 19:20, várias pessoas presentes na vigília avançaram em direção ao edifício da Capitania e começaram a bater à porta com bastante força.

Lusa

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.