sicnot

Perfil

País

Reunião entre PS e BE adiada para segunda-feira

A reunião entre o Partido Socialista (PS) e o Bloco de Esquerda (BE) foi adiada para segunda-feira, a pedido do partido coordenado por Catarina Martins.

MANUEL DE ALMEIDA

Segundo o Bloco de Esquerda, o pedido de adiamento foi feito para "permitir uma melhor preparação técnica para a reunião" e tem ainda em vista "compatibilizar a presença de todos os elementos da delegação".

Assim, em vez de se realizar esta quinta-feira de manhã, o encontro entre a direção do PS e a do Bloco acontecerá apenas segunda-feira, pelas 11:00, na sede do Bloco, em Lisboa.

A reunião realizar-se-á assim já depois do encontro esta sexta-feira de manhã entre o secretário-geral do PS, António Costa, e o primeiro-ministro e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, para analisar soluções de governabilidade na sequência das últimas eleições.

Já hoje, António Costa reuniu-se com o secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, durante cerca de uma hora e 20 minutos.

No final, o líder socialista afirmou aos jornalistas que estiveram em discussão políticas que podem ser comuns, tendo em vista "virar a página da austeridade", e não modelos institucionais de Governo.

Já o dirigente comunista reafirmou ao seu homólogo socialista a disponibilidade para viabilizar um elenco governativo do PS e impedir novo executivo da coligação PSD/CDS-PP, mas também afirmou aos jornalistas que não foram discutidas eventuais composições de um futuro executivo de esquerda.

No domingo passado, a coligação governamental Portugal à Frente (PSD/CDS-PP) venceu as eleições com 38,55% (104 deputados), enquanto o PS conseguiu 32,38% (85 deputados), o BE subiu a terceira força política com 10,22% (19 deputados), a CDU (PCP/PEV) alcançou 8,27% (17 deputados) e o PAN vai estrear-se no parlamento, com um deputado, 1,39% dos votos. Estão por atribuir ainda quatro mandatos, referentes aos círculos da emigração.

Lusa

  • Costa deixa a porta aberta a mais conversas com o PCP
    0:44

    Novo Governo

    António Costa deixou hoje a porta aberta a mais conversas com o Partido Comunista Português. O líder socialista diz que teve um diálogo franco com Jerónimo de Sousa, depois de uma reunião que durou pouco mais de uma hora, na Sede do PCP. Costa diz que, em cima da mesa, esteve apenas a necessidade de uma mudança de políticas.

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN, liderado por Luis Ribeiro, deu início à leitura do acórdão pelas 10:30, com quatro arguidos ausentes do tribunal, entre os quais Oliveira Costa. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.