sicnot

Perfil

País

Ministério Público acusa homem de matar uma mulher e tentar matar namorada em Alijó

O Ministério Público (MP) acusou um homem de ter matado uma mulher e tentado matar a companheira, no Pinhão, concelho de Alijó, Vila Real, em abril de 2015, anunciou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

O arguido, de 38 anos e natural de Baião, distrito do Porto, a aguardar julgamento em prisão preventiva - medida de coação mais gravosa - está acusado pelos crimes de homicídio qualificado na forma consumada, homicídio consumado na forma tentada e posse de arma ilegal. (Arquivo)

O arguido, de 38 anos e natural de Baião, distrito do Porto, a aguardar julgamento em prisão preventiva - medida de coação mais gravosa - está acusado pelos crimes de homicídio qualificado na forma consumada, homicídio consumado na forma tentada e posse de arma ilegal. (Arquivo)

SIC

O arguido, de 38 anos e natural de Baião, distrito do Porto, a aguardar julgamento em prisão preventiva -- medida de coação mais gravosa -- está acusado pelos crimes de homicídio qualificado na forma consumada, homicídio consumado na forma tentada e posse de arma ilegal, salientou.

Segundo a acusação, deduzida a 02 de outubro, mas só hoje conhecida, o suspeito, a 15 de abril de 2015, cerca das 07:00, não conformado com o fim da relação amorosa foi à pastelaria onde trabalhava a companheira e, com uma pistola, atingiu-a, ferindo-a gravemente, e matou ainda uma prima dela, que também lá trabalhava, enquanto telefonava para a polícia a pedir ajuda.

A vítima mortal, de 22 anos, foi atingida com um tiro no rosto, tendo morrido ainda no local, já a companheira do arguido, de 21 anos, foi atingida no pescoço e no rosto ficando com lesões "muito graves" que a impedem de comunicar verbalmente e de se movimentar sozinha.

Na altura em que ocorreram os disparos estariam seis pessoas a trabalhar na pasteleira.

Depois do crime, o alegado homicida fugiu, entregando-se às 08:40 na esquadra de Vila Real e, de acordo com a informação que prestou, atirou a arma ao rio na localidade de Pinhão.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.