sicnot

Perfil

País

Passos e Portas reúnem-se hoje com Costa para procurar condições de governabilidade

Com um acordo de Governo assinado na quarta-feira, os presidentes do PSD, Pedro Passos Coelho, e do CDS-PP, Paulo Portas, reúnem-se hoje com o secretário-geral do PS, António Costa, na sede dos sociais-democratas, para procurar condições de governabilidade.

TIAGO PETINGA

A coligação PSD/CDS-PP foi a força mais votada nas legislativas de domingo, mas sem maioria absoluta de deputados e, logo na noite eleitoral, Passos Coelho anunciou que sociais-democratas e centristas iriam assinar um acordo para governar e procurar entendimentos com o PS "no plano parlamentar", apontando como "tarefa mais emergente" do próximo Governo a aprovação de um Orçamento do Estado para 2016 que respeite as regras europeias.

Por sua vez, no domingo, o secretário-geral do PS prometeu não fazer parte de uma "maioria negativa" contra PSD e CDS-PP sem haver "um Governo credível e alternativo ao da direita".

Na terça-feira à noite, António Costa recebeu da Comissão Política Nacional do PS um mandato para falar com todas as forças políticas representadas no parlamento, tendo-se já reunido com o PCP.

O encontro entre PSD, CDS-PP e PS, marcado para as 09:00, acontece a pedido de Passos Coelho, mas corresponde também ao mandato obtido por António Costa.

O líder dos socialistas, que se responsabilizou pela derrota nas legislativas, mas recusou demitir-se, tem rejeitado um Governo de "Bloco Central" e atribuiu à coligação vencedora o "ónus" de criar "condições de governabilidade no novo quadro parlamentar".

Na terça-feira, o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, recebeu em Belém o presidente do PSD e, mais tarde, em comunicação ao país anunciou que o tinha incumbido de "desenvolver diligências com vista a avaliar as possibilidades de constituir uma solução governativa que assegure a estabilidade política e a governabilidade do país", sem adiantar que solução poderá ser essa.

Ainda sem estar apurada a votação nos votos dos dois círculos da emigração, que elegem quatro deputados, a coligação Portugal à Frente obteve nas legislativas de domingo cerca de 38,5% dos votos, elegendo 104 deputados: 86 do PSD e 18 do CDS-PP. O PS ficou em segundo lugar, com cerca de 32,4% dos votos e 85 deputados, seguindo-se o BE com 10,2% dos votos e 19 deputados. A coligação CDU conseguiu 8,3% dos votos e 17 deputados: 15 do PCP e 2 do PEV. O PAN, que alcançou perto de 1,4% dos votos, elegeu pela primeira vez um deputado.

Depois desta reunião com PSD e CDS-PP, o secretário-geral do PS tem marcado um encontro com o Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV), às 16:00, na sede daquela força política.

A sua reunião com o Bloco de Esquerda (BE), que esteve prevista para quinta-feira, foi adiada para segunda, a pedido dos bloquistas.

Lusa

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Hospital abandonado com equipamentos dentro em Vila Franca de Xira 
    4:41

    País

    O antigo Hospital de Vila Franca de Xira, encerrado há quase cinco anos, está ao abandono ainda com parte do material de saúde, como máquinas, camas, cadeiras ou macas. A SIC teve acesso a várias imagens que mostram o estado em que os equipamentos se encontram, bem como sinais de vandalismo e de assaltos.

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC