sicnot

Perfil

País

Passos e Portas reúnem-se hoje com Costa para procurar condições de governabilidade

Com um acordo de Governo assinado na quarta-feira, os presidentes do PSD, Pedro Passos Coelho, e do CDS-PP, Paulo Portas, reúnem-se hoje com o secretário-geral do PS, António Costa, na sede dos sociais-democratas, para procurar condições de governabilidade.

TIAGO PETINGA

A coligação PSD/CDS-PP foi a força mais votada nas legislativas de domingo, mas sem maioria absoluta de deputados e, logo na noite eleitoral, Passos Coelho anunciou que sociais-democratas e centristas iriam assinar um acordo para governar e procurar entendimentos com o PS "no plano parlamentar", apontando como "tarefa mais emergente" do próximo Governo a aprovação de um Orçamento do Estado para 2016 que respeite as regras europeias.

Por sua vez, no domingo, o secretário-geral do PS prometeu não fazer parte de uma "maioria negativa" contra PSD e CDS-PP sem haver "um Governo credível e alternativo ao da direita".

Na terça-feira à noite, António Costa recebeu da Comissão Política Nacional do PS um mandato para falar com todas as forças políticas representadas no parlamento, tendo-se já reunido com o PCP.

O encontro entre PSD, CDS-PP e PS, marcado para as 09:00, acontece a pedido de Passos Coelho, mas corresponde também ao mandato obtido por António Costa.

O líder dos socialistas, que se responsabilizou pela derrota nas legislativas, mas recusou demitir-se, tem rejeitado um Governo de "Bloco Central" e atribuiu à coligação vencedora o "ónus" de criar "condições de governabilidade no novo quadro parlamentar".

Na terça-feira, o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, recebeu em Belém o presidente do PSD e, mais tarde, em comunicação ao país anunciou que o tinha incumbido de "desenvolver diligências com vista a avaliar as possibilidades de constituir uma solução governativa que assegure a estabilidade política e a governabilidade do país", sem adiantar que solução poderá ser essa.

Ainda sem estar apurada a votação nos votos dos dois círculos da emigração, que elegem quatro deputados, a coligação Portugal à Frente obteve nas legislativas de domingo cerca de 38,5% dos votos, elegendo 104 deputados: 86 do PSD e 18 do CDS-PP. O PS ficou em segundo lugar, com cerca de 32,4% dos votos e 85 deputados, seguindo-se o BE com 10,2% dos votos e 19 deputados. A coligação CDU conseguiu 8,3% dos votos e 17 deputados: 15 do PCP e 2 do PEV. O PAN, que alcançou perto de 1,4% dos votos, elegeu pela primeira vez um deputado.

Depois desta reunião com PSD e CDS-PP, o secretário-geral do PS tem marcado um encontro com o Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV), às 16:00, na sede daquela força política.

A sua reunião com o Bloco de Esquerda (BE), que esteve prevista para quinta-feira, foi adiada para segunda, a pedido dos bloquistas.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.