sicnot

Perfil

País

Vítimas mortais do acidente na EN5 são condutor e mulher

As duas vítimas mortais do acidente automóvel ocorrido hoje na Estrada Nacional (EN) 5, no concelho de Palmela (Setúbal), são um homem, de 45 anos, e uma mulher, de 38 anos, revelou a GNR.

Na viatura acidentada "viajava uma família" e as vítimas mortais são "o condutor e a esposa", disse à agência Lusa fonte do Comando Territorial de Setúbal da GNR.

Quanto às duas crianças que sofreram ferimentos considerados ligeiros no sinistro, são "os filhos, uma rapariga, de 11 anos, e um rapaz, de oito anos", acrescentou a mesma fonte.

O alerta para o acidente, que envolveu o despiste de uma viatura ligeira de passageiros e que aconteceu ao quilómetro 34 da EN5, na zona de Marateca, no concelho de Palmela, no distrito de Setúbal, foi dado aos bombeiros às 15:17.

Os feridos foram transportados para o Hospital de São Bernardo, em Setúbal, tendo as vítimas mortais sido transportadas para os serviços de Medicina Legal da mesma unidade hospitalar, explicou à Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

Segundo a fonte da GNR contactada pela Lusa, a EN5, na zona do sinistro, esteve cortada ao trânsito, mas a circulação rodoviária "já se encontra normalizada".

Para o local da ocorrência foram mobilizados meios do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), nomeadamente um helicóptero, assim como dos Bombeiros de Águas de Moura e Alcácer do Sal e da GNR.

Lusa

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • Desportivo das Aves fora da Liga Europa

    Desporto

    O Desportivo das Aves não vai à Liga Europa e o Sporting terá entrada direta na fase de grupos. Apesar da conquista da Taça de Portugal, a equipa avense não se licenciou em tempo útil para poder participar na prova da UEFA, apurou a SIC.

  • E agora, Sporting? Semana de decisões e incertezas
    2:53
  • "Para primeiro dia de pesca da sardinha, não foi mau"
    2:19
  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29

    País

    José Sócrates garantiu este domingo que não atacará o PS e que continua a ser socialista. O antigo primeiro-ministro participou num almoço de apoio, em Lisboa, com cerca de 100 pessoas, a maioria anónimos.