sicnot

Perfil

País

Combate à pobreza não tem sido uma prioridade dos governos europeus

O presidente da Rede Europeia Anti-Pobreza (EAPN Europa), Sérgio Aires, afirmou hoje que o combate à pobreza não tem sido uma prioridade dos governos europeus, que adotaram um modelo de crescimento económico que privilegia o lucro.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Mohamed Al-Sayaghi / Reuters

"Não nos parece que nos últimos quatro, cinco, seis anos o combate à pobreza tenha sido uma prioridade e quando olhamos para a estratégia europeia 'Europa 2020' e todos os outros mecanismos de governação europeia" constata-se que "o objetivo da inclusão social é secundarizado pelo objetivo do crescimento", disse Sérgio Aires à agência Lusa.

Esse crescimento está muitas vezes "preparado para ser feito à custa da redução de direitos em termos de proteção social e garantias de proteção ao cidadão", sublinhou Sérgio Aires.

O papel da Europa no mundo relativamente ao combate à pobreza vai estar em debate hoje e na quarta-feira, na Figueira da Foz, no VII Fórum Nacional de Combate à Pobreza e Exclusão Social, promovido pela EAPN Portugal para assinalar o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza (17 de outubro).

Segundo o presidente da EAPN Europa, o continente europeu, particularmente a União Europeia não tem conseguido combater este problema.

A situação de passar de "85 milhões de pobres em 2010 para 123 milhões em 2013" devia "fazer soar todas as campainhas da União Europeia e devia fazer com que os nossos dirigentes considerassem que este [combate à pobreza] é o primeiro objetivo", frisou.

Advertiu, a este propósito, que "sem coesão social muito dificilmente haverá crescimento" ou então existirá "um crescimento que não é seguramente aquele que salvará as pessoas da pobreza".

Mas os países com taxas de pobreza e de risco de pobreza mais altas sentirão mais dificuldade em fazer face a este fenómeno, que é global.

"Esse é um dos problemas que temos de ter em consideração e que muitas vezes é mal-encarado. Ou seja, pensa-se que a pobreza é um problema português, mas o problema da pobreza em Portugal não é um problema exclusivamente nacional", salientou.

As suas causas estão também relacionadas com "o contexto internacional e o mundo em que vivemos": "Se Portugal tem uma economia relativamente débil não se deve apenas à nossa responsabilidade, mas a muitas decisões que foram tomadas ao mais alto nível em termos globais".

Para Sérgio Aires, a causa do problema na Europa deve-se ao modelo económico adotado pelos governos, que "não põe em primeira instância o bem-estar das pessoas, mas o lucro de alguns em detrimento da pobreza dos outros".

"O tipo de crescimento que a Europa quer ter está tendencialmente a ser feito à custa da vida das pessoas e do seu bem-estar, nomeadamente pela redução da prestação social, que é um caso paradigmático", comentou.

"A proteção social, que é fundamental para a economia poder crescer, está hoje sob suspeita. É aí que se tem feito grandes cortes em todos os países, particularmente naqueles que mais têm sido afetados pela austeridade", lamentou.

Lusa

  • Portugal é um dos subscritores da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável da ONU
    1:57

    País

    A situação dos refugiados foi um dos temas do discurso de Cavaco Silva nas Nações Unidas. Em Nova Iorque, o Presidente da República anunciou que Portugal é um dos subscritores da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável, o mais ambicioso plano da ONU para os próximos 15 anos. Erradicar a pobreza extrema, facilitar o acesso à saúde e à educação e melhorar o ambiente são algumas das 17 áreas contidas na agenda 2030.

  • Mulher vive em casa sem água e sem luz na Moita
    4:48

    País

    Um caso de pobreza extrema arrasta-se há anos, sem solução, no concelho da Moita.Uma mulher de 56 anos vive numa casa degradada, vazia, sem água e sem luz.Sobrevive com a ajuda dos vizinhos, que a alimentam e vestem.As autoridades locais conhecem a situação e dizem agir na medida das suas competências. Uma mulhe de 56 anos vive numa casa degradada, vazia, sem agua e sem luz.Subrevive com a ajuda dos vizinhos, que a alimentam e vestem.As autoridades locais conhecem a situação, e dizem agir na medida das suas competencias.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.