sicnot

Perfil

País

PAN contra venda de mais animais na Feira dos Passarinhos no Porto

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) organizou uma manifestação na segunda-feira à noite no Porto contra o regulamento da Feira dos Passarinhos que a Câmara propôs e que, mais tarde, a Assembleia Municipal aprovou.

A manifestação decorreu junto ao edifício da câmara, antes da reunião da Assembleia Municipal que aprovou o novo regulamento, que contempla a "comercialização de outros animais de companhia para além das aves" na Feira dos Passarinhos, argumentando que isso já é uma prática.

A proposta prevê ainda a mudança desta feira para as Fontainhas. Atualmente, a feira realiza-se aos domingos em frente à Cadeia da Relação, junto aos Clérigos, num espaço que a autarquia considera "desadequado".

A cabeça de lista do PAN pelo círculo do Porto nas recentes eleições legislativas nacionais, Bebiana Cunha, disse à agência Lusa que "é inaceitável alargar a venda a outros animais, porque os animais não são mercadorias".

Os ativistas do PAN presentes na manifestação empunhavam cartazes onde se liam mensagens como "Abre as gaiolas e planta árvores" e "Os animais não são coisas, diz não à venda de animais".

"Queremos um Porto que trate dignamente os animais, seguindo o exemplo de outras cidades e países", disse Bebiana Cunha, dando como exemplo positivo Sintra.

A ativista afirmou ainda que o PAN pretende "contribuir para uma política de proteção dos animais que salvaguarde a sua dignidade" e, por outro lado, declarou-se favorável à "esterilização e adoção de cães".

Lusa

  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual em que aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.