sicnot

Perfil

País

PAN contra venda de mais animais na Feira dos Passarinhos no Porto

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) organizou uma manifestação na segunda-feira à noite no Porto contra o regulamento da Feira dos Passarinhos que a Câmara propôs e que, mais tarde, a Assembleia Municipal aprovou.

A manifestação decorreu junto ao edifício da câmara, antes da reunião da Assembleia Municipal que aprovou o novo regulamento, que contempla a "comercialização de outros animais de companhia para além das aves" na Feira dos Passarinhos, argumentando que isso já é uma prática.

A proposta prevê ainda a mudança desta feira para as Fontainhas. Atualmente, a feira realiza-se aos domingos em frente à Cadeia da Relação, junto aos Clérigos, num espaço que a autarquia considera "desadequado".

A cabeça de lista do PAN pelo círculo do Porto nas recentes eleições legislativas nacionais, Bebiana Cunha, disse à agência Lusa que "é inaceitável alargar a venda a outros animais, porque os animais não são mercadorias".

Os ativistas do PAN presentes na manifestação empunhavam cartazes onde se liam mensagens como "Abre as gaiolas e planta árvores" e "Os animais não são coisas, diz não à venda de animais".

"Queremos um Porto que trate dignamente os animais, seguindo o exemplo de outras cidades e países", disse Bebiana Cunha, dando como exemplo positivo Sintra.

A ativista afirmou ainda que o PAN pretende "contribuir para uma política de proteção dos animais que salvaguarde a sua dignidade" e, por outro lado, declarou-se favorável à "esterilização e adoção de cães".

Lusa

  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.