sicnot

Perfil

País

Portas defende que o Presidente deve indigitar Passos como primeiro-ministro

Portas defende que o Presidente deve indigitar Passos como primeiro-ministro

O PS fez saber, ao final da tarde desta sexta-feira, que já respondeu por carta às propostas da coligação. Antes de receber a carta do Partido Socialista, Paulo Portas defendeu que está em curso uma operação para sequestrar os votos da coligação e insistiu que o Presidente da República deve indigitar Passos Coelho para formar governo.

  • O óbvio, menos óbvio, disparates e imperfeições

    António José Teixeira

    Pois é. Passos Coelho tem razão. O PS perdeu as eleições e passou esta semana em tamanha ronda de contactos que até parece que foi ele que as ganhou. É óbvio que o Presidente da República se deixou ultrapassar. Menos óbvio é o convencimento do PSD e do CDS de que a sua manutenção no poder é inquestionável. Menos óbvia é também a capacidade de iniciativa de António Costa. E ainda menos óbvia é a disponibilidade do PCP para viabilizar um governo PS sem por condições. É talvez por esta soma de situações menos óbvias que se têm dito tantos disparates.

  • Situação política em Portugal não é para discutir em Bruxelas, diz Passos Coelho
    1:34

    Novo Governo

    Terminou o Conselho Europeu em Bruxelas - em que a crise migratória na Europa esteve em discussão. Na declaração final após a reunião dos líderes europeus, Pedro Passos Coelho pouco ou nada disse sobre o momento que se vive em Portugal. Diz apenas que essa é matéria para ser discutida em Lisboa e não em Bruxelas. Ainda assim, o primeiro-ministro falou sobre os prazos de entrega do Orçamento do Estado e disse que não há motivo para preocupação, pelo facto de Portugal não ter um orçamento para apresentar, na reunião do Eurogrupo, marcada para 23 de novembro.

  • PSD diz que só novo governo pode cumprir obrigação com Bruxelas
    0:31

    Economia

    O PSD considera que só o novo governo tem condições para entregar o esboço do Orçamento do Estado à Comissão Europeia. Numa declaração após a reunião da comissão permanente do partido, José Matos Correia reforça o que já tinha sido dito por Passos Coelho, de que não faz sentido um governo em fim de funções apresentar o documento na Europa.

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.