sicnot

Perfil

País

Morreu presumível autor de triplo homicídio na Quinta do Conde

O presumível autor do triplo homicídio ocorrido a 29 de agosto na Quinta do Conde, em Sesimbra, morreu na madrugada de sexta-feira no hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, disseram este sábado à agência Lusa fontes prisionais.

Os crimes de que era suspeito ocorreram na tarde do dia 29 de agosto, quando a GNR foi alertada para um tiroteio, numa rua na Quinta do Conde, cerca das 17:00, tendo mobilizado várias patrulhas para o local.

Os crimes de que era suspeito ocorreram na tarde do dia 29 de agosto, quando a GNR foi alertada para um tiroteio, numa rua na Quinta do Conde, cerca das 17:00, tendo mobilizado várias patrulhas para o local.

SIC

De acordo com estas fontes, o homem sofreu uma queda acidental na clínica de psiquiatria do hospital prisional São João de Deus, em Caxias, tendo batido com a cabeça numas escadas, ficando com um hematoma.

Uma das fontes prisionais contactada pela Lusa informou que, na sequência desta queda, o homem de 77 anos, suspeito de ter disparado sobre dois vizinhos e um soldado da GNR, foi transportado para o Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, onde foi submetido a uma operação, tendo acabado por morrer naquela unidade hospitalar.

Os crimes de que era suspeito ocorreram na tarde do dia 29 de agosto, quando a GNR foi alertada para um tiroteio, numa rua na Quinta do Conde, cerca das 17:00, tendo mobilizado várias patrulhas para o local.

Quando chegaram, segundo disse na ocasião o tenente-coronel Jorge Goulão, do Comando Territorial de Setúbal, os militares encontraram "um indivíduo já cadáver e outro ferido", ambos "baleados com tiros de caçadeira".

A vítima mortal era um elemento da PSP, fora de serviço, que ouviu tiros e foi abatido quando se dirigiu ao local, revelou então à Lusa o presidente do Sindicato Nacional de Polícia (SINAPOL), Armando Ferreira.

Quando os militares da GNR tentavam socorrer o ferido, um guarda foi, também, atingido mortalmente a tiro.

O ferido, um jovem de 23 anos, filho da primeira vítima, viria a falecer posteriormente no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, para onde tinha sido transportado em estado grave.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.