sicnot

Perfil

País

Regiões Centro e Sul sob aviso amarelo durante a manhã

​O IPMA colocou as regiões do Centro e do Sul de Portugal continental sob aviso amarelo na manhã de domingo, prevendo "aguaceiros temporariamente fortes", uma situação que deverá manter na segunda-feira, melhorando no dia seguinte.

(Arquivo)

(Arquivo)

Francisco Seco / AP

A meteorologista Cristina Simões, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), disse à agência Lusa que, para domingo e para segunda-feira, prevê-se "a passagem de algumas linhas de instabilidade que dão temporariamente uma precipitação um pouco mais intensa", antecipando que esses aguaceiros podem ser superiores a 10 milímetros por hora, o que justifica o alerta amarelo para o centro e sul no domingo de manhã.

"Uma situação [que se prevê] também para segunda-feira, se bem que não tenhamos ainda posto o aviso. Apenas para terça-feira se prevê que esta depressão esteja mais afastada do continente, prevendo-se então uma melhoria para terça-feira", disse a meteorologista.

Quanto ao estado do tempo verificado hoje, Cristina Simões reportou que houve "rajadas com alguma intensidade no território do continente, especialmente no litoral e nas terras altas, com rajadas à volta de 120 a 130 quilómetros por hora", registadas no cabo da Roca e no cabo Carvoeiro, tendo o pico máximo ocorrido durante a manhã.

"Foi uma situação que diminuiu ao longo da tarde e é uma situação para manter agora nos próximos dias", acrescentou a responsável do IPMA, antecipando "um vento já bastante mais fraco".

Quanto à precipitação, Cristina Simões explicou que foram registados "aguaceiros temporariamente fortes e um pouco dispersos por todo o território, especialmente na zona centro".

Quanto à zona de Lisboa, onde se prevê que se realize no domingo uma maratona e uma meia-maratona cujo percurso inclui a travessia da Ponte Vasco da Gama, a meteorologista adianta que a previsão para esse dia "a nível de vento não é uma situação preocupante" e que, no que se refere à precipitação, "poderá haver aguaceiros que temporariamente poderão ser mais fortes", acrescentando que "não é uma situação que persista por muito tempo".

Cristina Simões disse que esta informação já foi transmitida à Proteção Civil, sublinhando que não cabe ao IPMA decidir se o evento desportivo se realiza ou não.

Na sexta-feira, o Maratona Clube de Portugal assegurou que serão tomadas todas medidas necessárias para salvaguardar, no domingo, os cerca de 24.000 participantes na maratona e na meia-maratona de Lisboa, em função da evolução meteorológica.

Em comunicado, o clube organizador do evento informa que, "em função dos alertas meteorológicos adversos que estão a ser emitidos para este fim de semana (...) tomará todas as medidas necessárias no sentido de salvaguardar a integridade física dos participantes nas provas previstas".

Lusa

  • PS e BE não propõem alívio da dívida à UE
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo MP
    1:54

    Operação Marquês

    Quatro antigos ministros de Governos de José Sócrates foram ouvidos recentemente pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Marquês. Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos e Luís Campos e Cunha foram ouvidos como testemunhas. Os investigadores chamaram os antigos governantes para esclarecer decisões relacionadas com a PT.

    Notícia SIC

  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • Confrontos na primeira greve geral no Brasil em 21 anos
    1:34
  • "Está na altura de pressionarmos a Coreia do Norte"
    0:45

    Mundo

    O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou esta sexta-feira na ONU que a ameaça da Coreia do Norte é real e pediu que o conselho de segurança da ONU tome medidas antes que seja o regime de pyongyang a fazê-lo.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.