sicnot

Perfil

País

Nenhum desalojado do incêndio na Ribeira do Porto aceitou alojamento

Nenhum dos moradores da Ribeira do Porto que ficaram desalojados na terça-feira após um incêndio num prédio de quatro andares aceitou ser realojado nos Centros de Alojamento Social do Porto, disse hoje fonte do Instituto da Segurança Social.

Lusa

Lusa

RICARDO CASTELO

Um incêndio deflagrou na terça-feira, pelas 11:53, num edifício de quatro andares da Rua Cimo do Muro, na Ribeira do Porto, na zona histórica da cidade do Porto, tendo feito dez desalojados.

Em declarações à Lusa, via correio eletrónico, o gabinete das relações públicas do Instituto da Segurança Social informou que "nenhuma das pessoas aceitou ser realojada nos Centros de Alojamento Social existentes no Porto", tendo a maior parte dos desalojados sido acolhidos na casa de familiares.

O Instituto da Segurança Social anunciou ainda que está a acompanhar a situação e aguarda "a receção do relatório da Proteção Civil relativa aos condições de habitabilidade do prédio para que possa, ao abrigo do protocolo existente com a Câmara Municipal do Porto, solicitar o alojamento camarário das pessoas afetadas pelo incêndio".

Contactado pela Lusa, o presidente da União das Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória, António Fonseca, afirmou que pelo menos uma inquilina desalojada "recusou dormir no hotel social da Santa Casa da Misericórdia", tendo preferido dormir na sua viatura.

O presidente da União de Freguesias vai na próxima sexta-feira reunir-se com os cinco agregados familiares desalojados para conhecer de perto em que condições estão os moradores desalojados.

Em declarações à Lusa, o adjunto do presidente da Câmara do Porto, Nuno Santos, afirmou, por seu turno, que a Câmara do Porto, "por interesse público", vai substituir-se aos proprietários do prédio que ardeu esta semana na Ribeira do Porto, património mundial da UNESCO, arranjando as escadas que colapsaram para os moradores regressarem.

A Câmara do Porto vai arranjar "nos próximos dias ou semanas" a escada do prédio da Ribeira, que colapsou na sequência de um incêndio de terça-feira, declarou.

"As obras dentro das habitações é que vão ser da responsabilidade dos senhorios", acrescentou.

Com as escadas arranjadas, o acesso às habitações passa a ser possível e as pessoas podem regressar, explicou Nuno Santos, referindo que apesar do fumo do incêndio ter atingido todo o prédio, apenas o apartamento do primeiro andar é que foi "realmente afetado".

Fonte dos Sapadores de Bombeiros do Porto disse hoje à Lusa que as causas do incêndio no prédio da Ribeira continuam a ser investigadas pela Polícia Judiciária, mas adiantou que uma das hipóteses pode ter sido um curto-circuito no sistema elétrico.

Os bombeiros procederam ao longo de todo o dia de quarta-feira à limpeza da "carga térmica" que ainda estava no prédio, designadamente cobertores, móveis, tecidos, tendo enchido três camiões com material.

Uma das locatárias do prédio afirmou à Lusa, no dia do incêndio, que o fogo poderá ter tido origem na explosão do quadro elétrico do primeiro piso do imóvel.

O combate às chamas foi complicado por causa de os edifícios serem antigos e de difícil acesso e só pelas 14:33 é que entrou na fase de rescaldo.

Lusa

  • Sporting de Braga afastado da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting de Braga derrotou esta quinta-feira o Marselha, em Braga, por 1-0, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa. Um triunfo insuficiente para o apuramento, depois do desaire da equipa minhota em França (3-0).

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Os 36 golos dos 16 avos da Liga Europa

    Liga Europa

    A jornada europeia ficou marcada, no panorama das equipas portuguesas, pelo apuramento do Sporting e pela eliminação do Sporting de Braga. Os leões passam assim a ser o único clube luso em prova na Liga Europa. Nos oitavos de final, o emblema de Alvalade pode encontrar adversários como o Arsenal, o Atlético de Madrid ou o AC Milan. O sorteio realiza-se esta sexta-feira, ao meio-dia. Aqui, veja ou reveja todos os golos da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

  • "O dia a dia na Síria também é lutar por um pão"
    10:13

    Mundo

    Desde domingo que os bombardeamentos do regime sírio a Ghouta já fizeram mais de 400 mortos. Ghouta é o último reduto rebelde nos arredores da capital da síria, onde as forças fiéis a Bashar Al Assad iniciaram no domingo uma intervenção militar de larga escala. Cândida Pinto, editora de Internacional da SIC, e a psicóloga Maria Palha, que já esteve na Síria ao serviço dos Médicos Sem Fronteiras, estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00
  • Proposta de um cessar-fogo na Síria sem acordo

    Mundo

    O embaixador da Rússia junto das Nações Unidas afirmou esta quinta-feira que os 15 membros do Conselho de Segurança não alcançaram um acordo para aprovar um cessar-fogo de 30 dias na Síria, proposta negociada há mais de duas semanas.

  • Sírios a viver na Turquia manifestam-se contra bombardeamentos em Ghouta
    0:27

    Mundo

    Centenas de sírios a viver na Turquia manifestaram-se esta quinta-feira junto ao Consulado em Istambul. Exigem o fim dos bombardeamentos em Ghouda Oriental, onde cerca de 400 mil pessoas vivem um pesadelo, com a presença de rebeldes contra o regime de Bashar al-Assad e os constantes ataques aéreos por parte de militares sírios.