sicnot

Perfil

País

Paulo Rangel eleito vice-presidente do Partido Popular Europeu

O eurodeputado Paulo Rangel (PSD) foi hoje eleito como um dos dez vice-presidentes do Partido Popular Europeu (PPE), ao conseguir 342 votos no congresso que aquela formação política europeia realiza em Madrid.

SIC/Arquivo

SIC/Arquivo

O presidente do PPE - a maior família política europeia e à qual pertencem o PSD e o CDS-PP -, o francês Joseph Daul, foi reeleito na quarta-feira.

Além de Rangel, também foram eleitos para a vice-presidência três comissários europeus - a belga Marianne Thyssen, o austríaco Johannes Hahn e o finlandês Jyrki Kataunen - e o vice-presidente do Parlamento Europeu e ex-comissário italiano, António Tajani. O alemão David Mcallister, o polaco Jacek Saryusz-Wolski, a húngara Kinga Gál, o irlandês Dara Murphy e a holandesa Corien Wortmann-Kool completam a lista. O tesoureiro do PPE será o alemão Christian Schmidt.

Rangel considerou que a sua eleição como vice-presidente do PPE dará "o dobro do peso" ao PSD - e por inerência também ao CDS-PP.

"Isto é muito importante porque nos dá acesso às cimeiras do PPE. Significa que teremos a oportunidade de uma interlocução direta, um contacto e influência direta sobre os primeiros-ministros e chefes de Estado em funções que pertencem ao PPE", afirmou Paulo Rangel.

Para o eurodeputado, a sua eleição vai, por isso, "reforçar o peso de Portugal no contexto da política do PPE, contribuindo mais para definir a sua política".

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47