sicnot

Perfil

País

Candidatura para apoio de 12 M€ ao ensino artístico abre terça-feira

O Ministério da Educação e Ciência (MEC) anunciou hoje que a candidatura ao apoio financeiro extraordinário para o ensino artístico especializado, no valor de 12 milhões de euros, vai abrir na terça-feira.

Segundo o MEC, o aviso de abertura do concurso extraordinário no âmbito do financiamento do ensino artístico especializado foi publicado na página da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP) e tem um montante global disponível de 12 milhões de euros ao longo de tês anos (quatro milhões por ano).

"O valor é destinado a um reforço de verbas nos casos em que se registou um decréscimo do financiamento médio em função da harmonização do valor pago por aluno a nível nacional", refere o MEC, em comunicado.

O Ministério da Educação e Ciência adianta que este novo procedimento será destinado às entidades proprietárias de estabelecimentos de ensino artístico especializado (EAE) em que se regista um decréscimo de financiamento atribuído.

Para o MEC, esta medida "permitirá garantir a estabilidade e a continuidade das condições do acesso dos alunos às ofertas curriculares do ensino artístico, após terem sido uniformizados os valores de referência e os critérios de financiamento, salvaguardando os princípios da transparência, da igualdade e da concorrência".

O Ministério explica que a fonte e o modelo de financiamento às escolas do ensino artístico e especializado foram alterados este ano letivo, tendo-se também realizado "um concurso público a nível nacional, de forma a garantir maior equidade e transparência, e estabelecido o financiamento em triénios, de forma a garantir uma maior estabilidade às escolas e alunos".

O MEC sublinha que, após a conclusão do processo de candidatura, verificou-se que os resultados apurados aquando da publicação das listas provisórias revelavam uma diminuição dos valores de financiamento e do número de alunos abrangidos em algumas Comunidades Intermunicipais que afetaram algumas escolas, com maior incidência na Área Metropolitana de Lisboa e no Algarve.

Nesse sentido, o MEC anunciou um novo procedimento de financiamento ao EAE para complementar o anterior e garantir "a possibilidade de ingresso nas ofertas de iniciação artística e a continuidade dos alunos que já integraram essas ofertas em anos anteriores e permitindo o apoio financeiro a um maior número de alunos".

Várias escolas do EAE do país têm denunciado quebras nas verbas a receber pelo Estado, tendo chegado a realizar-se ações de protestos contra os cortes de financiamento.

Lusa

  • Ensino artístico em protesto no dia internacional da música
    1:04

    País

    No dia internacional da música, pais, professores e alunos do ensino artístico especializado voltam aos protestos por causa do financiamento. Esta tarde há várias manifestações marcadas em Lagos, Évora ou Castelo Branco porque, apesar de as aulas já terem começado, não se sabe quando e de que forma será distribuída a verba deste ano.

  • Protesto contra cortes no ensino artístico
    2:01

    País

    Professores, pais e alunos juntaram-se esta manhã para protestar contra os cortes no ensino artistico. O ministério da educação garante que a verba de 55 milhões é semelhante ao ano passado, mas os directores das escolas falam em reduções que obrigam a retirar crianças das turmas e a despedir os professores.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".