sicnot

Perfil

País

Ondas podem atingir os cinco metros entre hoje a amanhã

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera lançou um aviso amarelo para agitação marítima na costa ocidental. Hoje e amanhã, as ondas poderão atingir os cinco metros de altura.

© Eloy Alonso / Reuters

Dez distritos do continente e a Madeira estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro e o arquipélago da Madeira estão sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de agitação marítima, prevendo-se ondas com 4 a 5 metros.

Os dez distritos do continente estão sob aviso amarelo entre as 08:00 de hoje e as 18:00 de quarta-feira enquanto na Madeira vai estar em vigor entre 09:00 e as 18:00 de hoje.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave numa escala de quatro, significa risco para determinadas atividades dependentes do estado do tempo.

O IPMA prevê para hoje nas regiões do norte e centro períodos de céu muito nublado, aguaceiros, possibilidade de ocorrência de trovoada, vento em geral fraco de sudoeste, soprando moderado no litoral a partir do início da tarde e sendo moderado a forte nas terras altas e pequena descida de temperatura.

No sul prevê-se períodos de céu muito nublado, aguaceiros, diminuindo gradualmente de intensidade e frequência, vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando moderado no litoral oeste, a partir do início da tarde, e nas terras altas e pequena descida de temperatura.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre os 14 e os 18 graus Celsius, no Porto entre 11 e 17, em Vila Real entre 9 e 12, em Viseu entre 9 e 11, em Bragança entre 7 e 12, na Guarda entre 6 e 10, em Coimbra entre 11 e 15, em Castelo Branco entre 10 e 15, em Santarém entre 11 e 18, em Évora entre 9 e 17, em Beja entre 11 e 18, em Faro entre 14 e 20, e no Funchal 17 e 23.

Com Lusa

  • "Foi um golpe muito forte"
    1:41
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • SIC acompanhou Francisco George no último dia como diretor-geral da Saúde
    6:20