sicnot

Perfil

País

Produtores de presunto de Barrancos contestam alarmismo

Os produtores dos emblemáticos presuntos e enchidos de Barrancos, no Alentejo, mostraram-se hoje tranquilos e contestaram o "alarmismo" à volta da classificação dos alimentos processados como cancerígenos, assegurando que fabricam produtos de qualidade e curados naturalmente.

NUNO VEIGA

Em declarações à agência Lusa, o diretor-adjunto da Barrancarnes, João Chamorro, disse que a empresa recebeu a notícia da classificação da Organização Mundial de Saúde (OMS) "com alguma preocupação", mas que, por outro lado, está "tranquila", porque faz "produtos de qualidade, seguindo todas as normas de qualidade que existem no mercado"

"Trabalhamos com um produto natural, o porco preto, que vive e é alimentado no campo de forma natural, por isso estamos um bocadinho tranquilos, o nosso produto é curado naturalmente, não recorremos a fumeiro, é cura totalmente natural", afirmou o responsável da Barrancarnes, uma das duas empresas de Barrancos, no Alentejo, e a líder em Portugal de produtos derivados de porco preto de raça alentejana alimentado a bolota.

Segundo João Chamorro, a notícia "poderá ter um impacto de assustar o consumidor", o qual se "usar o senso comum e comer de forma variada, de tudo um bocadinho, não vai ter problemas nenhuns".

A classificação da OMS não vai mudar "absolutamente nada" na estratégia comercial da Barrancarnes, que continuará a produzir de forma artesanal "como até hoje, sem problemas nenhuns", a sua gama de produtos transformados, como o presunto e a paleta de Barrancos de Denominação de Origem Protegida (DOP), frisou.

A outra empresa da terra, a Sabores de Barrancos, também recebeu a notícia "com alguma preocupação", porque, "logicamente, pode ter algum impacto nas vendas e no consumo de todos os produtos processados, enchidos, hambúrgueres, salsichas", disse à Lusa o sócio-gerente Emílio Domingues.

"Devemos manter a calma e continuar a consumir os produtos", defendeu Emílio Domingues, referindo que os presuntos e enchidos de Barrancos "têm uma característica própria", ou seja, "são curados de forma natural, não há recurso ao fumeiro, e o risco para o consumidor é mínimo".

"É possível" que a notícia "tenha algum impacto" nas vendas, mas "é difícil prever", disse Emílio Domingues, referindo que, "com o aproximar do Natal, as pessoas vão recordar um bocadinho as tradições, e os enchidos e os presuntos fazem parte da mística e dos produtos que são consumidos no Natal, e retomar o consumo de forma moderada, que é o que deve ser feito, "porque, sendo consumidos de forma moderada não há perigo para a saúde humana".

Segundo o presidente da Câmara de Barrancos, António Tereno, "o alarmismo que se gerou depois da difusão do relatório da OMS é infundado" e "nada vai afetar a produção e muito menos a transformação e venda" dos presuntos e enchidos do concelho.

"Comer demais certo tipo" de produtos "pode prejudicar" a saúde humana, mas os presuntos e enchidos de Barrancos são produtos "caros" e não se consomem em demasia, disse, defendendo que "não se pode medir tudo pela mesma bitola" e equiparar alimentos processados ao tabaco "é um alarmismo sem fundamento nenhum"

Por outro lado, segundo o autarca, os presuntos e enchidos de Barrancos são produtos "de qualidade" e "não são exatamente o mesmo do que as salsichas de Frankfurt, há uma diferença enorme.

"Estou perfeitamente tranquilo e todos os produtores de Barrancos no sentido em que vamos continuar a produzir [produtos derivados de porco preto de raça alentejana], porque todas as condições de segurança estão aqui verificadas", assegurou, referindo que, "tendo em conta que tudo pode fazer mal, se calhar qualquer dia deixamos de comer".

Mas, "as pessoas sabem distinguir o que é bom e o que é mau e, naturalmente, aquilo que é numa base industrial tem os seus riscos e consumir em demasia também tem os seus riscos", rematou.

Lusa

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.