sicnot

Perfil

País

Mãe de aluna julgada por sequestro e agressão de professora em escola da Amadora

Uma mulher acusada pelo Ministério Público (MP) de sequestrar, agredir e ameaçar uma professora de uma escola secundária da Amadora, em maio de 2014, começa hoje a ser julgada.

Segundo o despacho de acusação do MP, proferido em abril deste ano, a arguida, mão de uma aluna da escola, deslocou-se ao estabelecimento de ensino, no dia 07 de maio, para falar com a diretora de turma na sequência da comunicação de faltas injustificadas da filha.

"Insatisfeita com as explicações recebidas, a arguida bateu por duas vezes na professora (...) e manteve-a fechada dentro da sala de atendimento, cuja saída barrou, impedindo a docente de sair como era sua vontade, até que esta logrou fazer um telefonema a pedir auxílio", sustenta o MP.

A arguida, que também era encarregada de educação da aluna, responde por sequestro, ofensa à integridade física qualificada e por um crime de ameaça agravado.

O inquérito foi dirigido pela 2ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Lisboa Oeste/Amadora.

O início do julgamento, por um tribunal singular, está agendado para as 09:00 na Instância Local, Secção Criminal, Juiz 1, na Amadora.

Lusa

  • "Desisto com muita dificuldade, só abandono a liderança se houver rebelião"
    2:39
  • Voaram tochas, engenhos pirotécnicos, garrafas na "batalha campal" de Bilbau
    1:39
  • Arqueólogos anunciam descoberta de selo com assinatura do profeta Isaías

    Mundo

    Arqueólogos israelitas afirmam ter descoberto a marca de um selo num pedaço de argila que exibe o que consideram ser a assinatura do profeta bíblico Isaías, a quem se atribui a autoria de um livro do Antigo Testamento e de vários excertos do Novo Testamento. O achado arqueológico agora divulgado poderá ser a primeira prova da existência do profeta Isaías até agora encontrada. A descoberta aconteceu em Jerusalém, próximo do local onde foi encontrada um outro selo com a impressão da assinatura do rei Ezequias de Judá.

  • Substituiria o seu café por bolotas?

    País

    Investigadores da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP) desenvolveram um produto à base de bolotas para substituir o café, de forma a evitar os efeitos negativos que esta bebida pode ter nos consumidores.

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00