sicnot

Perfil

País

MP quer levar a julgamento canadiano acusado de violar regras de livre concorrência

O Ministério Público quer levar a julgamento um homem de nacionalidade canadiana doutorado em Economia em Harvard pela prática do crime de manipulação de mercado sobre títulos da dívida soberana portuguesa.

Segundo a acusação a que a SIC teve acesso, o arguido, residente em Londres, terá obtido uma mais-valia superior a 800 mil euros através da manipulação de títulos da dívida portuguesa contribuindo para a subida das taxas de juro da dívida pública.


De acordo com o Ministério Público, para influenciar os investidores e assim potenciar os ganhos e as mais-valias, terá publicado em 2010 vários artigos em blogs e até num jornal de referência mundial.


Os artigos nunca mencionavam os interesses pessoais do arguido e terão tido impacto na subida das taxas de juro da dívida pública.
O homem está agora acusado de violar as regras de livre concorrência e a confiança do mercado.

  • Segurança da Academia de Alcochete avisado 10 minutos antes do ataque
    1:57
  • "Não acho que seja prudente" o regresso dos atletas à Academia do Sporting
    5:49

    Crise no Sporting

    As agressões aos jogadores e equipa técnica do Sporting, na Academia de Alcochete, foram o tema de uma entrevista a Ana Bispo Ramires, psicologa do desporto. Questionada sobre se os jogadores deveriam regressar ou não à academia, Ana Bispo Ramires diz que não devem fazê-lo e explica que é importante que haja medidas de atuação, o mais rápido possível, para que os atletas e restante equipa técnica do clube possam reprocessar, do ponto de vista cognitivo, as ameaças que sofreram. 

  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC