sicnot

Perfil

País

Produtores pecuários dizem que susto causado por relatório sobre carne "já passou"

O diretor da Federação de Cooperativas de Produtores Pecuários (Fenapecuária) afirmou esta sexta-feira que o susto causado pelo relatório sobre o potencial cancerígeno das carnes processadas e das carnes vermelhas já passou, referindo que "o 'tsunami' não chegou a terra".

(Arquivo)

(Arquivo)

Reuters

"Vimos o 'tsunami' aproximar-se, mas não chegou a terra", disse hoje o diretor da Fenapecuária, Vítor Menino, à Lusa, quando chamado a comentar os eventuais impactos para o setor do estudo da Agência Internacional para a Investigação em Cancro (IARC) da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Em declarações à Lusa, o responsável desdramatizou as consequências para os produtores pecuários, referindo que "em Portugal não se consomem carnes processadas em excesso; pelo contrário, o consumo nacional está abaixo da média".

É neste âmbito que garante que "o susto já passou" e que o setor "está tranquilo".

A carne processada -- como bacon, salsichas ou presunto -- é cancerígena para os seres humanos, segundo um estudo divulgado na segunda-feira pela Agência Internacional para a Investigação sobre o Cancro (IARC, na sigla em inglês).

O mesmo documento da IARC (agência que depende da Organização Mundial de Saúde - OMS) alertou que a carne vermelha também é "provavelmente" cancerígena.

O relatório referiu que a ingestão diária de 50 gramas de carne processada -- menos de duas fatias de bacon -- aumenta a probabilidade de desenvolver cancro colorretal (também conhecido como cancro do intestino) em 18%.

O documento foi elaborado por um grupo de trabalho composto por 22 especialistas de 10 países, que foram convocados para o Programa de Monografias da IARC, organização com sede na cidade francesa de Lyon.

A Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal (CONFAGRI) criticou as notícias "alarmistas" sobre o consumo de carne e apelou às autoridades responsáveis para que desenvolvam uma campanha de esclarecimento junto da população.

A Associação Portuguesa dos Industriais de Carnes já tinha rejeitado "firmemente" a classificação feita pela IARC por ser "inapropriado atribuir a um único fator um risco aumentado de cancro", uma vez que se trata de um "assunto muito complexo" que depende de vários fatores, como idade, genética, dieta, ambiente e estilo de vida.

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.