sicnot

Perfil

País

Beja e Faro em alerta laranja, previsão de chuva e vento fortes

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou para a precipitação e vento forte previstos para este domingo, dia em que os distritos de Beja e Faro estarão em alerta laranja, o segundo mais grave.

© Miguel Vidal / Reuters

Em comunicado, a ANPC indica que está prevista para domingo "precipitação pontualmente intensa", com maior incidência nas regiões do Algarve e Alentejo, "estendendo-se gradualmente aos restantes distritos, a Sul do Tejo".

Está previsto "vento em geral fraco a moderado, do quadrante oeste, temporariamente com rajadas" e agitação marítima de noroeste, forte com quatro a cinco metros na costa ocidental e na costa sul.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Faro e de Beja estão em alerta laranja (situação meteorológica de risco moderado a elevado), enquanto os de Setúbal, Évora, Portalegre, Santarém e Lisboa se encontram em alerta amarelo (situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica).

Para o resto do país não está prevista nenhuma situação meteorológica de risco.

Com Lusa

  • Alerta para chuvas intensas e ventos fortes amanhã

    País

    A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou hoje para chuvas intensas e ventos fortes durante o dia de domingo, principalmente nas regiões do Alentejo e Algarve, o que poderá provocar cheias rápidas em zonas urbanas ou inundações.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.