sicnot

Perfil

País

Chuvas causaram "largos milhares" em prejuízos em Albufeira

Galeria de fotos

O presidente da Câmara de Albufeira estimou hoje em "largos milhares de euros os prejuízos" causados pelas inundações de domingo, adiantando que, "para já", não irá avançar com o pedido de calamidade pública.

Lusa

Lusa

lusa

lusa

Lusa

Lusa

lusa

De acordo com Carlos Silva e Sousa, "os danos abrangem redes de esgotos, águas e eletricidades, estradas e ruas, um pouco por todo o concelho, e praias também".

O presidente da autarquia indicou ainda que as pessoas que ficaram sem habitação foram realojadas temporariamente, não havendo qualquer situação pendente.

No centro da cidade de Albufeira, a zona mais atingida pelas fortes chuvas e onde a água atingiu cerca de 1,80 metros de altura, as equipas de limpeza e os comerciantes tentavam hoje de manhã remover lamas e objetos arrastados pela corrente.

As lojas do centro estão fechadas e, em algumas delas, trabalhadores e funcionários procedem à limpeza e retirada dos objetos.

As equipas de Proteção Civil mantiveram-se no terreno durante toda a noite, na tentativa de repor a normalidade, dando especial atenção à baixa da cidade, onde hoje de manhã ainda continuavam bem visíveis os mais variados objetos, desde mesas, cadeiras, a sinais de trânsito e tudo aquilo que a água encontrou pela frente e arrastou.

Durante a noite, o nível das águas baixou, estando nesta altura visíveis as lamas e objetos.

O presidente da câmara prevê que a normalidade seja reposta nos próximos dias.

  • Encontradas 120 botijas de gás para "um ou vários atentados"
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.