sicnot

Perfil

País

BE e ministro Costa Neves falaram de relações institucionais em reunião "sem história"

As relações institucionais com um Governo "a prazo" estiveram hoje em cima da mesa no encontro do Bloco de Esquerda com o ministro dos Assuntos Parlamentares, que o líder da bancada bloquista resumiu como "uma reunião sem grande história".

"Falámos das relações institucionais que existem com um Governo que está a prazo, mas que em todo o caso é aquele que neste momento existe. Mas, não avançámos mais do que isso", afirmou o líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares, em declarações jornalistas no final do encontro com o novo ministro dos Assuntos Parlamentares, Carlos Costa Neves.

O encontro, que decorreu numa das salas da bancada do BE na Assembleia da República e durou cerca de meia hora, foi resumido por Pedro Filipe Soares como tendo sido "uma reunião sem grande história, a não ser uma repetição de um ato que é normal neste tipo de situações".

"Acedemos ao pedido de reunião que nos foi feito com a disponibilidade institucional que é prevista", acrescentou, insistindo que se trata de "um Governo a prazo" e que o encontro foi apenas "uma ação institucional, sem qualquer consequência do ponto de vista político".

Ainda segundo o líder do grupo parlamentar do BE "não esteve em cima da mesa qualquer tipo de acordo", até porque "não fazia sentido", e a conversa girou toda à volta do tema das relações institucionais.

Pedro Filipe Soares adiantou também que não foi transmitida qualquer indicação sobre a data em que o programa do Governo será entregue na Assembleia da República e que, por agora, o BE está a trabalhar com o prazo adiantado na última conferência de líderes, ou seja, "quinta-feira ao final do dia ou sexta-feira de manhã".

De fora do encontro estiveram igualmente as anunciadas moções de rejeição ao programa do Governo, segundo o líder da bancada do BE.

Questionado sobre as negociações do BE com o PS, Pedro Filipe Soares escusou-se a comentar as notícias que referem que já existe acordo, limitando-se a dizer que "é um processo em curso".

À tarde o ministro dos Assuntos Parlamentares vai reunir-se com os líderes parlamentares da coligação PSD/CDS-PP, com o PS e com o PCP, estando previsto que fale aos jornalistas apenas no final do encontro com a bancada comunista

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Mais de duas mil pessoas retiradas do fogo junto ao parque Doñana, no Sul de Espanha

    Mundo

    O incêndio florestal começou ainda na noite deste sábado na aldeia de Las Peñuelas de Moguer, na província de Huelva e obrigou à evacuação de várias localidades e à retirada de mais de duas mil pessoas, de vários alojamentos turísticos (incluindo o Parador de Mazagon, dois parques de campismo e um hotel). Foi ainda ativado o plano de emergência da província.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.