sicnot

Perfil

País

Estivadores juntam-se a manifestação na AR e convocam greve de 10 dias

O Sindicato dos Estivadores vai participar na manifestação em frente à Assembleia da República (AR) no dia da votação do programa de Governo e das moções de censura, e vai também convocar uma greve de 10 dias ainda este mês.

Armando Franca

Em comunicado hoje emitido, o Sindicado dos Estivadores, Trabalhadores do Tráfego e Conferentes Marítimos do Centro e Sul de Portugal afirma que vai definir "um calendário de luta", que se inicia na próxima terça-feira na manifestação junto ao parlamento, num momento em que trabalhadores, desempregados, movimentos sociais e sindicatos vão "fazer o enterro do pior Governo constitucional e celebrar a sua queda".

Na nota, o sindicato anuncia que, "em nome e em representação dos trabalhadores portuários" no Porto, em Lisboa em Setúbal e na Figueira da Foz, vai também realizar uma "greve à prestação de trabalho nestes portos".

A greve terá início às 08:00 do dia 14 de novembro e deverá prolongar-se até à mesma hora do dia 24, mas as incidências operacional e diária da greve variam de porto para porto.

O sindicado adianta que em causa está "o fim do contrato coletivo de trabalho, motivado pelas negociatas que estão a ser feitas no Porto de Lisboa, cuja venda foi em devido tempo denunciada".

A participação na manifestação da próxima semana e o anúncio de greve surgem depois de, em outubro, o Sindicato dos Estivadores ter denunciado a rutura da negociação do contrato coletivo de trabalho por parte dos patrões, altura em que prometeu anunciar ações de luta.

"Os patrões deixaram cair definitivamente a máscara, quando, a 15 de setembro de 2015, comunicaram oficialmente que o contrato coletivo de trabalho iria caducar ao fim de 60 dias", criticou o sindicato no mês passado.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.