sicnot

Perfil

País

Jorge Sampaio defende mecanismo de acesso a bolsas de estudo para refugiados

O ex-Presidente da República, Jorge Sampaio, defendeu hoje a necessidade da criação de um mecanismo de resposta rápida que permita aos refugiados receberem bolsas de estudo de emergência, para a conclusão dos seus estudos.

Arquivo

Arquivo

Lusa

"Tenho advogado internacionalmente a necessidade de ser criado um mecanismo de resposta rápida que permita aos refugiados e estudantes de ensino superior de países em guerra, receberem bolsas de estudo de emergência, por forma a poderem concluir a sua formação", disse Jorge Sampaio.

O ex-chefe de Estado português e presidente da Plataforma Global de Assistência Académica de Emergência a Estudantes Sírios, deslocou-se hoje a Castelo Branco, para participar nas comemorações do 35.º aniversário do Instituto Politécnico local.

Sampaio explicou à plateia que se tem debruçado, nos últimos tempos, sobre a questão do papel da educação superior nas situações de emergência, como as resultantes de conflitos.

"A quem caberá senão a eles [refugiados] a reconstrução do país? Quem, senão eles poderão ser os lideres do futuro?", questionou o antigo Presidente da República.

"Este é um tema, tanto mais importante dos nossos dias, quanto o número de refugiados deslocados ultrapassa os 70 milhões e as crises humanitárias se sucedem e multiplicam à nossa volta, requerendo respostas mais rápidas", concluiu.

Lusa

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.