sicnot

Perfil

País

Rastreio a tuberculose a militares da Marinha deu negativo

A Marinha informou hoje, em comunicado, que os rastreios a tuberculose feitos aos militares do navio hidrográfico D. Carlos I com sintomas suspeitos deram um resultado negativo, confirmando a existência de um caso.

(SIC/ Arquivo)

"Os militares que apresentavam sintomas considerados suspeitos foram submetidos a exames, os quais indicaram um resultado negativo no que diz respeito à possibilidade de terem tuberculose ativa" e já regressaram a casa, refere a Marinha.

No comunicado, a Marinha reafirma que o "único caso até agora confirmado com tuberculose pulmonar bacilífera foi o de uma Guarda-Marinha, de Angola, que se encontra internada no Hospital Curry Cabral".

A militar, internada na segunda-feira, "encontra-se em isolamento respiratório no serviço de infecciologia, em estado estável", acrescenta.

O caso de tuberculose obrigou o D. Carlos I, que se preparava para integrar o exercício da NATO "Trindent Juncture", a regressar à base naval de Lisboa.

Lusa

  • Alerta de tuberculose a bordo de navio da Marinha

    País

    Está em vigor um alerta de tuberculose a bordo do navio D. Carlos I da Marinha Portuguesa, envolvido no exercício da NATO que termina esta semana. De acordo com o Correio da Manhã, uma guarda-marinha angolana foi ontem internada no Hospital Curry Cabral e o diagnóstico já foi confirmado: tuberculose pulmonar bacilífera.

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.