sicnot

Perfil

País

Chuva vai dar tréguas no fim de semana

A chuva vai dar tréguas no próximo fim de semana e, "ao que tudo indica", no início da próxima semana, caso as previsões se mantenham, explicou a meteorologista Madalena Rodrigues, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

© Regis Duvignau / Reuters

De acordo com a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), vai registar-se uma "melhoria significativa" do estado do tempo no sábado, apenas com um aumento de nebulosidade no domingo, no norte e centro, "prevendo-se precipitação fraca no Minho, já no final do dia".

"Para o dia de hoje prevê-se céu geralmente muito nublado nas regiões do norte e centro e no sul, mas apenas com precipitação no norte e cento no litoral, diminuindo de frequência a meio da tarde. No sul poderá haver períodos de chuva fraca no Alentejo", explicou Madalena Rodrigues.

De acordo com a meteorologista, para sexta-feira está prevista ainda "alguma nebulosidade até meio da manhã e períodos de chuva fraca no norte e centro, e em especial no Minho e Douro litoral no meio da tarde".

Para o início da próxima semana, e a manterem-se os dados hoje disponíveis, Madalena Rodrigues avança que "não haverá precipitação".

"Durante a noite de sábado para domingo passa uma superfície frontal que vai dar a precipitação fraca no Minho [no domingo]. Se se mantiverem os dados de que dispomos hoje, não haverá precipitação no início da próxima semana", frisou.

No continente e para as regiões do norte e centro, o IPMA prevê céu geralmente muito nublado, com períodos de chuva ou aguaceiros, em especial no litoral, diminuindo de intensidade e frequência a partir do meio da tarde.

O vento será fraco (inferior a 15 km/h), soprando moderado (15 a 35 km/h) do quadrante sul no litoral a norte do Cabo Raso e nas terras altas até meio da tarde.

Para a região sul, o IPMA prevê céu geralmente muito nublado, com possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca no Alto Alentejo.

Quanto às temperaturas, em Lisboa e Porto estas vão oscilar entre 16 e 19 graus Celsius, em Braga entre 15 e 19, em Viana do Castelo entre 15 e 18, em Vila Real entre 11 e 17, em Bragança entre 11 e 15, em Viseu entre 11 e 16, em Coimbra entre 15 e 19, em Leiria entre 15 e 21, na Guarda entre 9 e 13, em Castelo Branco entre 14 e 18, em Santarém entre 13 e 19, em Évora e Beja entre 13 e 21, em Faro entre 16 e 21, no Funchal entre 20 e 24, em Angra do Heroísmo entre os 15 e 20 e Santa Cruz entre 12 e 19.

Lusa

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.