sicnot

Perfil

País

Paulo Morais pede voto secreto sobre programa na AR

O candidato à Presidência da República Paulo Morais propôs hoje a forma de "voto secreto" na votação de moções de rejeição ao programa de Governo, na próxima semana na Assembleia da República.

(SIC/ Arquivo)

"Para que cada um dos deputados possa livremente interpretar em que medida as propostas que votam se coadunam com o programa eleitoral a que se comprometeu com o seu eleitorado, apelo ao Presidente da Assembleia da República que, perante eventuais moções de rejeição ao programa de Governo, proponha a sua votação por voto secreto", afirma o candidato, num comunicado enviado à agência Lusa.

Paulo Morais recorda que, passado um mês sobre as eleições legislativas, "os portugueses ainda não sabem qual vai ser a solução governativa dos próximos tempos".

"Em perspectiva, temos agora um Governo liderado por Pedro Passos Coelho, expetavelmente enxertado de propostas do programa socialista, ou, em alternativa, um Governo dirigido por António Costa, acrescentado de propostas de outros partidos designados de esquerda", acrescenta.

Paulo Morais sublinha que, "só desta forma, e em plena consciência, cada um dos deputados poderá decidir, no respeito pela Constituição da República Portuguesa, que no seu artigo 155.º determina que 'os deputados exercem livremente o seu mandato'".

Antigo vice-presidente da câmara do Porto, com os pelouros do Urbanismo, Ação Social e Habitação, durante o mandato do social-democrata Rui Rio (PSD), de 2002 a 2005, Paulo Morais, de 51 anos, notabilizou-se pela defesa de posições anticorrupção.

Pertence à associação cívica Transparência e Integridade e é professor universitário.

A cerca de três meses do final do mandato do atual Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, são já 17 os candidatos que anunciaram a intenção de entrar na corrida a Belém.

Lusa

  • Tomadas medidas para evitar danos ambientais após acidente na barra da Armona
    1:49

    País

    Quatro tripulantes foram transportados para o hospital com hipotermia, depois de terem caído ao mar. A embarcação onde seguiam, e que faz trabalhos de reposição de areias, virou-se esta manhã, na ilha da Armona, em Olhão. As autoridades vão abrir um inquérito para apurar as causas do acidente e estão a tomar medidas para evitar danos ambientais, visto que a embarcação transportava 12 mil litros de gasóleo.

  • Papa no Chile em ambiente de contestação à Igreja Católica
    3:13

    Mundo

    O Papa pediu hoje perdão pelos crimes de pedofilia cometidos por membros da Igreja Católica no Chile, referindo que sentiu "dor e vergonha" diante do "dano irreparável" causado às crianças vítimas de abuso sexual. Francisco está a cumprir uma deslocação de três dias ao Chile, onde a contestação à visita e à Igreja se faz sentir. O Papa enfrenta um ambiente hostil na sexta viagem à América Latina, devido à denúncia de abusos sexuais na Igreja.

  • Reviravolta na Operação Fizz
    1:09

    País

    O juiz que vai julgar o chamado processo da Operação Fizz decidiu aceitar as denúncias de Orlando Figueira contra o presidente do Banco Atlântico e o advogado Daniel Proença de Carvalho. As acusações do principal arguido contra o banqueiro Carlos Silva e o advogado Proença de Carvalho podem trazer uma reviravolta ao processo.

  • Apoio psicológico fundamental em Vila Nova da Rainha
    2:19
  • Projeto Bairros Sem Cárie levou 300 pessoas do Seixal ao dentista
    3:08

    País

    Portugal tem dos piores indicadores de saúde oral da Europa e ir ao dentista é quase um luxo. Num país assim ganham ainda mais relevância iniciativas como o projeto Bairros Sem Cárie. 300 pessoas de bairros sociais do Seixal tiveram uma consulta de estomatologia gratuita.

  • Homem rompe a garganta ao tentar impedir espirro

    Mundo

    Impedir um espirro apertando o nariz pode causar sérias lesões. Foi o que aconteceu a um homem na Grã-Bretanha que teve de ser hospitalizado porque sofreu uma rutura na garganta ao apertar boca e nariz ao espirrar.