sicnot

Perfil

País

Tribunal julga 2 homens detidos com 10 quilos de haxixe na Marinha Grande

O Tribunal Judicial de Leiria começou hoje o julgamento de dois homens, acusados do crime de tráfico de estupefacientes, que foram detidos em abril na Marinha Grande após serem intercetados num carro onde estavam dez quilos de haxixe.

SIC/Arquivo

SIC/Arquivo

Nesta sessão, o condutor do veículo, de 35 anos, justificou a deslocação às Caldas da Rainha para ir buscar a "encomenda", devido a questões financeiras, explicando que iria receber 800 euros pelo transporte.

"A minha necessidade foi precisar daquele dinheiro", declarou o arguido, depois de esclarecer a situação financeira que originou o crime.

O acusado adiantou que a sugestão da deslocação partiu de uma pessoa que "conhecia do café", nada dizendo ao coletivo de juízes sobre a identificação deste, mas negou qualquer participação do outro arguido que o acompanhou na deslocação.

"Ele não teve qualquer tipo de participação", afiançou o presumível traficante, que se encontra em prisão domiciliária, assumindo ao tribunal que não se deu "conta do risco que estava a correr".

O outro arguido, que em julgamento se remeteu ao silêncio, está sujeito a termo de identidade e residência.

O automobilista rejeitou, ainda, qualquer contacto com tráfico de droga, assumindo que então consumia haxixe esporadicamente, razão pela qual foi apreendido na sua casa este tipo de estupefaciente.

"O que estava em minha casa era para meu consumo", precisou.

Na sessão de hoje, o tribunal ouviu dois agentes da PSP, as declarações prestadas pelos arguidos em primeiro interrogatório judicial, por solicitação do procurador da República, e testemunhas de defesa.

Segundo o despacho de acusação, no dia 08 de abril, pelas 21:45, os acusados circulavam numa viatura na zona industrial de Casal da Lebre quando foram intercetados por agentes da PSP da esquadra da Marinha Grande.

A conduzir estava o arguido, DJ, e ao seu lado o outro acusado, empregado fabril de 24 anos.

O Ministério Público (MP) relata que atrás do banco do condutor encontrava-se um saco de compras de um supermercado com 99 placas de haxixe, com quase 10 quilos, no valor de 15 mil euros.

Na sequência da apreensão, foi feita uma busca à residência do condutor, por este autorizada, tendo sido aprendidos uma língua de haxixe, três pedaços de haxixe e uma navalha com resíduos desta droga.

O MP adianta que os arguidos tinham-se deslocado pela autoestrada oito ao local onde o automobilista comprou o produto estupefaciente que se destinava a ser revendido na cidade da Marinha Grande.

"Submetido a exame toxicológico, o produto apreendido revelou ser canábis em resina, com o peso de 9.828,38 gramas", lê-se no despacho de acusação, referindo que a quantidade corresponde a 30.259 doses individuais de haxixe.

O julgamento prossegue no dia 12, às 09:30, com as alegações finais.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.