sicnot

Perfil

País

Greve na Lufthansa cancela todos os voos entre Frankfurt e Portugal no sábado

A Lufthansa vai cancelar todos os voos entre Frankfurt e Portugal no sábado, na sequência da greve do pessoal de cabine, que se iniciou hoje às 13:00 de Lisboa, segundo fonte oficial da companhia aérea alemã.

Greve na Lufthansa cancela todos os voos entre Frankfurt e Portugal.

Greve na Lufthansa cancela todos os voos entre Frankfurt e Portugal.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

No sábado serão cancelados os voos LH116 e LH1172, Frankfurt-Lisboa, LH1176 e LH1180, Frankfurt -- Porto, e o voo LH1162, Frankfurt-Faro.

A Lufthansa prevê cancelar 290 voos hoje, primeiro dia de uma greve do pessoal de cabine, que só deverá terminar na próxima sexta-feira. Já no sábado, a companhia aérea prevê cancelar 520 voos continentais, de um total de 3.000 previstos.

Cerca de 58.000 passageiros deverão ser afetados, bem como o funcionamento dos aeroportos de Frankfurt e de Dusseldorf, devido a esta greve, estima a companhia.

A Lufthansa "lamentou" a decisão do pessoal de cabine nos aeroportos de Frankfurt e Dusseldorf e pediu desculpa aos passageiros, garantindo que "tudo fará para minimizar os danos".

Os 290 voos cancelados hoje incluem 23 intercontinentais, adiantou a empresa num comunicado.

A greve foi convocada pelo UFO para protestar contra os mecanismos de pré-reforma e o sistema de complementos de pensões da Lufthansa.

O pessoal do aeroporto de Munique só vai fazer greve na segunda-feira porque foi tido em consideração o final das férias escolares de outono no Estado federado da Baviera.

Esta greve de pessoal de cabine não vai afetar a Germanwings, filial 'low cost' (baixo custo) da Lufthansa, nem as subsidiárias da empresa Eurowings, Lufthansa CityLine, SWISS, Austrian Airlines, Air Dolomiti e Brussels Airlines.

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.