sicnot

Perfil

País

Recolha urgente de bens para refugiados em Lesbos promovida em Portugal e Espanha

Um grupo de voluntários, apoiados pela associação "Famílias Como as Nossas", está a promover, em Lisboa e no Porto, uma recolha urgente de bens destinados aos refugiados que afluem à ilha grega de Lesbos.

reuters

Roupa, calçado, artigos de higiene pessoal e para bebé estão entre os pedidos no âmbito da campanha "Vamos Aquecer Lesbos".

Trata-se de uma iniciativa humanitária comjunta de Portugal e Espanha, de acordo com a informação divulgada.

"Estamos a trabalhar com uma associação espanhola que vai mandar um contentor para a Grécia no dia 20, pelo que temos de fazer chegar os bens a Madrid até ao dia 16, devidamente triados e embalados", disse à agência Lusa Célia Pires, uma das voluntárias envolvidas na iniciativa.

Os artigos recolhidos seguem para Espanha num camião em caixas de cartão, pelo que o ideal é entregar os artigos já em caixas, mesmo que não estejam triados.

"Se não puderem trazer as caixas, recebemos da mesma forma, estamos a fazer este pedido porque temos dificuldade em arranjar tantas caixas, mas toda a ajuda que nos chegar é preciosa", afirmou a mesma fonte.

A organização desta iniciativa mantém contactos com as equipas que estão a trabalhar no terreno, no apoio aos milhares de refugiados que conseguem chegar à costa grega depois de atravessarem o Mediterrâneo em embarcações precárias e desprovidos de bens essenciais.

"As equipas que estão no terreno vão-nos dizendo o que é mais necessário", referiu Célia Pires.

As doações podem ser entregues até sexta-feira em Linda-a-Velha (Central Mensageiro), até sábado num armazém em Carnaxide ou até quinta-feira no Porto (Mensageiro).

A Grécia é a principal porta de entrada dos migrantes na Europa. Mais de 218 mil migrantes e refugiados atravessaram o Mediterrâneo para chegarem à Europa em outubro, dos quais 210 mil entraram na Grécia, principalmente na ilha de Lesbos, segundo o Alto Comissariado das Nações Unias para os Refugiados

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.