sicnot

Perfil

País

Recolha urgente de bens para refugiados em Lesbos promovida em Portugal e Espanha

Um grupo de voluntários, apoiados pela associação "Famílias Como as Nossas", está a promover, em Lisboa e no Porto, uma recolha urgente de bens destinados aos refugiados que afluem à ilha grega de Lesbos.

reuters

Roupa, calçado, artigos de higiene pessoal e para bebé estão entre os pedidos no âmbito da campanha "Vamos Aquecer Lesbos".

Trata-se de uma iniciativa humanitária comjunta de Portugal e Espanha, de acordo com a informação divulgada.

"Estamos a trabalhar com uma associação espanhola que vai mandar um contentor para a Grécia no dia 20, pelo que temos de fazer chegar os bens a Madrid até ao dia 16, devidamente triados e embalados", disse à agência Lusa Célia Pires, uma das voluntárias envolvidas na iniciativa.

Os artigos recolhidos seguem para Espanha num camião em caixas de cartão, pelo que o ideal é entregar os artigos já em caixas, mesmo que não estejam triados.

"Se não puderem trazer as caixas, recebemos da mesma forma, estamos a fazer este pedido porque temos dificuldade em arranjar tantas caixas, mas toda a ajuda que nos chegar é preciosa", afirmou a mesma fonte.

A organização desta iniciativa mantém contactos com as equipas que estão a trabalhar no terreno, no apoio aos milhares de refugiados que conseguem chegar à costa grega depois de atravessarem o Mediterrâneo em embarcações precárias e desprovidos de bens essenciais.

"As equipas que estão no terreno vão-nos dizendo o que é mais necessário", referiu Célia Pires.

As doações podem ser entregues até sexta-feira em Linda-a-Velha (Central Mensageiro), até sábado num armazém em Carnaxide ou até quinta-feira no Porto (Mensageiro).

A Grécia é a principal porta de entrada dos migrantes na Europa. Mais de 218 mil migrantes e refugiados atravessaram o Mediterrâneo para chegarem à Europa em outubro, dos quais 210 mil entraram na Grécia, principalmente na ilha de Lesbos, segundo o Alto Comissariado das Nações Unias para os Refugiados

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC