sicnot

Perfil

País

A queda do executivo português na imprensa alemã

A queda do Governo português, da coligação PSD/CDS, votada pelos partidos de esquerda, tem hoje destaque na imprensa alemã, mas as primeiras páginas foram reservadas maioritariamente às notícias sobre a morte do antigo chanceler alemão Helmut Schmidt.

O Die Welt publicou um artigo entitulado "Oposição de esquerda derruba Governo português de centro-direita". O jornal diário escreveu ainda que "132 de 230 deputados votaram numa moção de rejeição proposta pelos socialistas contra o Governo".

O texto, sem chamada de capa, é ilustrado com uma foto do aperto de mão entre Costa e Passos Coelho, após a votação da moção no parlamento português, que contou com um acordo de incidência parlamentar entre PS, PCP e BE.

O diário Bild destaca na primeira página "o derrube" do Governo português.

O jornal com maior circulação na Alemanha, escreve que "a oposição de partidos de esquerda derrubou o Governo de centro-direita de Passos Coelho através de uma moção de censura". O matutino faz ainda referência à "resistência contra os planos de poupança" como a razão do voto no parlamento nacional.

"Governo português derrubado depois de 11 dias" é o destaque de capa do jornal Frankfurter Allgemein.

O jornal diário refere que o futuro do Governo português está nas mãos do Presidente da República, escrevendo que "Aníbal Cavaco Silva tem de decidir se indigita o líder do PS, António Costa, para primeiro-ministro ou se Passos permanece no cargo até novas eleições".

O Frankfurter Allgemein refere ainda que as novas eleições podem acontecer no início do verão de 2016.

O diário mais conotado com a esquerda, o Die Tageszeitung, titulou "Governo de centro direita derrubado" e acrescentou que "os partidos de esquerda querem apoiar o líder dos socialistas no futuro".

O Süddeutsche Zeitung destaca as mudanças políticas em Portugal na primeira página, reportando que "oposição de esquerda derruba Governo de centro direita".

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.