sicnot

Perfil

País

A queda do executivo português na imprensa alemã

A queda do Governo português, da coligação PSD/CDS, votada pelos partidos de esquerda, tem hoje destaque na imprensa alemã, mas as primeiras páginas foram reservadas maioritariamente às notícias sobre a morte do antigo chanceler alemão Helmut Schmidt.

O Die Welt publicou um artigo entitulado "Oposição de esquerda derruba Governo português de centro-direita". O jornal diário escreveu ainda que "132 de 230 deputados votaram numa moção de rejeição proposta pelos socialistas contra o Governo".

O texto, sem chamada de capa, é ilustrado com uma foto do aperto de mão entre Costa e Passos Coelho, após a votação da moção no parlamento português, que contou com um acordo de incidência parlamentar entre PS, PCP e BE.

O diário Bild destaca na primeira página "o derrube" do Governo português.

O jornal com maior circulação na Alemanha, escreve que "a oposição de partidos de esquerda derrubou o Governo de centro-direita de Passos Coelho através de uma moção de censura". O matutino faz ainda referência à "resistência contra os planos de poupança" como a razão do voto no parlamento nacional.

"Governo português derrubado depois de 11 dias" é o destaque de capa do jornal Frankfurter Allgemein.

O jornal diário refere que o futuro do Governo português está nas mãos do Presidente da República, escrevendo que "Aníbal Cavaco Silva tem de decidir se indigita o líder do PS, António Costa, para primeiro-ministro ou se Passos permanece no cargo até novas eleições".

O Frankfurter Allgemein refere ainda que as novas eleições podem acontecer no início do verão de 2016.

O diário mais conotado com a esquerda, o Die Tageszeitung, titulou "Governo de centro direita derrubado" e acrescentou que "os partidos de esquerda querem apoiar o líder dos socialistas no futuro".

O Süddeutsche Zeitung destaca as mudanças políticas em Portugal na primeira página, reportando que "oposição de esquerda derruba Governo de centro direita".

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano