sicnot

Perfil

País

Morreu Paulo Cunha e Silva, vereador da Cultura da Câmara do Porto

O vereador da Cultura da Câmara do Porto, Paulo da Cunha e Silva, morreu hoje de madrugada devido a problemas cardíacos. Tinha 53 anos.

Paulo Cunha e Silva (esq).

Paulo Cunha e Silva (esq).

EPA

Paulo Cunha e Silva, de 53 anos, era licenciado em Medicina, sendo Mestre e Doutor pela Universidade do Porto, onde foi Professor de Anatomia. Atualmente, era professor associado de Pensamento Contemporâneo na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.

O autarca foi um dos principais responsáveis pela programação do Porto 2001, tendo sido eleito vereador da Cultura nas últimas eleições autárquicas pelo movimento independente liderado por Rui Moreira, que conquistou a presidência da câmara.

Cunha e Silva foi também presidente do Instituto da Artes do Ministério da Cultura, conselheiro Cultural da Embaixada de Portugal em Roma e Comissário de um extenso programa de Guimarães 2012. Colaborava com há largos anos com a Fundação de Serralves, com a Fundação Gulbenkian e era presidente da Comissão de Cultura do Comité Olímpico Português.

Com Lusa

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".