sicnot

Perfil

País

Morreu Paulo Cunha e Silva, vereador da Cultura da Câmara do Porto

O vereador da Cultura da Câmara do Porto, Paulo da Cunha e Silva, morreu hoje de madrugada devido a problemas cardíacos. Tinha 53 anos.

Paulo Cunha e Silva (esq).

Paulo Cunha e Silva (esq).

EPA

Paulo Cunha e Silva, de 53 anos, era licenciado em Medicina, sendo Mestre e Doutor pela Universidade do Porto, onde foi Professor de Anatomia. Atualmente, era professor associado de Pensamento Contemporâneo na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.

O autarca foi um dos principais responsáveis pela programação do Porto 2001, tendo sido eleito vereador da Cultura nas últimas eleições autárquicas pelo movimento independente liderado por Rui Moreira, que conquistou a presidência da câmara.

Cunha e Silva foi também presidente do Instituto da Artes do Ministério da Cultura, conselheiro Cultural da Embaixada de Portugal em Roma e Comissário de um extenso programa de Guimarães 2012. Colaborava com há largos anos com a Fundação de Serralves, com a Fundação Gulbenkian e era presidente da Comissão de Cultura do Comité Olímpico Português.

Com Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.