sicnot

Perfil

País

Suspeitos de fraude à Segurança Social são ouvidos amanhã

Suspeitos de fraude à Segurança Social são ouvidos amanhã

Vão ser ouvidos amanhã pelo juiz de instrução criminal, os dois homens detidos ontem por fraude à Segurança Social. São suspeitos dos crimes de corrupção, falsificação de documentos e falsidade informática.

  • Chefe do Centro de Segurança Social de Lisboa detido por corrupção
    1:17

    País

    O chefe do departamento da Segurança Social em Lisboa foi detido pela Policia Judiciária. É suspeito de corrupção, falsificação de documentos e falsidade informática. A PJ deteve ainda uma outra pessoa e constituiu 10 arguidos numa operação que investiga um esquema que terá lesado o Estado em vários milhares de euros.

  • Chefe de serviço da Segurança Social e familiar detidos

    País

    A Polícia Judiciária e o Ministério Público estão a fazer buscas no edifício da Segurança Social em Lisboa. Em causa estarão crimes de corrupção e falsificação de documentos. Duas pessoas já foram detidas, um é chefe do Departamento de Remunerações do Centro Distrital da Segurança Social de Lisboa. Seria ele a cabeça de um esquema que terá lesado o Estado em muitos milhares de euros. O outro detido é um familiar seu, suspeito de angariar clientes para o esquema fraudulento.

  • Obras no Miradouro de São de Pedro de Alcântara não foram a concurso
    2:50

    País

    As obras no Miradouro de São Pedro de Alcântara, em Lisboa, arrancaram esta segunda-feira. A intervenção foi adjudicada à construtora Teixeira Duarte sem concurso público. A autarquia justifica esta decisão com o caráter urgente da obra, argumento que não consta do relatório do Laboratório Nacional de Engenheria Civil, a que a SIC teve acesso.

  • Rajadas de vento em Moscovo atingem os 110 km/hora
    0:57

    Mundo

    A passagem de uma tempestade por Moscovo fez pelo menos 11 mortos e mais de 50 feridos. Os ventos fortes, que chegaram aos 110 km/hora, destruíram carros e telhados e provocaram atrasos nos transportes. Na região de Stavropol, mais de 60 mil pessoas foram retiradas de casa por perigo de cheias.