sicnot

Perfil

País

Medidas que limitam circulação de "tuk tuk" em Lisboa em vigor na próxima semana

A Câmara de Lisboa informou hoje que as medidas que limitam a circulação de veículos de animação turística nas freguesias da Estrela, Misericórdia, Santo António, Santa Maria Maior e São Vicente devem entrar em vigor na próxima semana.

ESTELA SILVA

Segundo informação transmitida à Lusa por fonte oficial da autarquia, também nessa altura será divulgada a lista das ruas onde a circulação deste tipo de veículos estará proibida e colocada a respetiva sinalética.

Num despacho publicado em boletim municipal no final de novembro, o presidente do município, Fernando Medina (PS), determinou que fossem desenvolvidas "diligências com vista à colocação [...] de sinalética de proibição de acesso e consequente circulação dos veículos" turísticos em "áreas que causem mais perturbações nas freguesias da Estrela, Misericórdia, Santo António, Santa Maria Maior e São Vicente".

Em causa estão veículos ligeiros, motociclos, quadriciclos, triciclos ou ciclomotores de animação turística, entre os quais os minicarros "tuk tuk".

Paralelamente, Medina exigiu sinalização nos locais destas freguesias onde os carros turísticos poderão circular, mas apenas entre 09:00 e as 21:00.

O autarca encarregou também a Unidade de Coordenação Territorial, em articulação com a Direção Municipal de Mobilidade e Transportes, de proceder, no prazo de 15 dias, à "criação, no terreno, de bolsas de estacionamento".

Ao todo, serão criados 116 lugares de paragem para serviços turísticos que não utilizem veículos pesados.

Na mesma informação, Medina explicou que está "em preparação um novo regulamento que [...] permitirá instituir novas regras relativas ao exercício da atividade".

Enquanto isso, "importa assegurar a tomada de [...] medidas que garantam melhor convivência entre a atividade destas empresas e a vivência urbana dos demais cidadãos".

Em declarações à Lusa, o presidente da Junta de Santa Maria Maior, Miguel Coelho (PS), vincou não querer "o fim dos 'tuk tuk'", mas admitiu esperar que "nas zonas onde não faz sentido circularem, eles não circulem, para benefício dos residentes".

O responsável indicou ter proposto à Câmara que estes veículos não circulem em Alfama, no Castelo (à exceção dos carros elétricos na Costa do Castelo) e na Mouraria.

Já na Misericórdia, a Junta sugeriu que a interdição abrangesse "praticamente todas as ruas", exceto a zona ribeirinha, Calçada do Combro e Rua do Alecrim, segundo Carla Madeira (PS).

A autarca considerou que estas medidas vão "promover uma maior qualidade de vida dos moradores, que têm sido fustigados. Já lhes basta o barulho dos bares".

Vasco Morgado (PSD), da Junta de Santo António, indicou que ali apenas haverá limitação de horários, sem proibição de circulação, "porque eles [operadores turísticos] não fazem visitas guiadas nesta zona, apenas a atravessam para ir para outras".

Ainda assim, sustentou que estas medidas "vêm tarde".

Por seu turno, o autarca da Estrela, Luís Newton (PSD), defendeu que "era importante que estas licenças [de veículos turísticos] saíssem da competência do Governo para as câmaras", para haver um maior controlo, e adiantou querer impedir o acesso destes operadores ao bairro da Madragoa.

´Lusa

  •  Câmara de Lisboa limita acessos aos Tuk Tuk
    2:33

    New Articles

    A Câmara Municipal de Lisboa vai limitar alguns acessos aos Tuk Tuk, nomeadamente em algumas zonas históricas. Com isto, a autarquia pretende criar um equilíbrio entre os direitos de quem vive em Lisboa e dos turistas que visitam a cidade. Além desta medida serão, também, criados 110 locais de estacionamento distribuídos por 23 localizações.

  • Alfama e Mouraria limitam acesso dos Tuk Tuk
    2:35

    País

    O número de Tuk Tuk que circula pela cidade de Lisboa não para de aumentar. E as queixas dos moradores dos bairros históricos também não. Para combater o incómodo causado por estes triciclos motorizados, a Junta de Freguesia dos bairros de Alfama e Mouraria colocou em várias ruas placas de sinalização que desaconselham a entrada dos Tuk Tuk.