sicnot

Perfil

País

Responsável indonésio quer piranhas e tigres, além de crocodilos, a guardar prisão

Um responsável indonésio, ridicularizado nas redes sociais pela proposta de construção de uma prisão para traficantes de droga numa ilha guardada por crocodilos, propôs juntar piranhas e tigres para impedir as fugas.

Budi Waseso declarou que os répteis, ao contrário dos humanos, não cedem a tentativas de corrupção de traficantes que pretendam fugir

Budi Waseso declarou que os répteis, ao contrário dos humanos, não cedem a tentativas de corrupção de traficantes que pretendam fugir

© Antara Photo Agency / Reuters

Ao explicar esta semana a ideia dos crocodilos como guardas prisionais, o chefe da agência indonésia de luta contra os estupefacientes (BNN), Budi Waseso, declarou que os répteis, ao contrário dos humanos, não cedem a tentativas de corrupção de traficantes que pretendam fugir.

Pouco impressionado com as reações desencadeadas pela ideia, Waseso acrescentou que, além dos crocodilos guardas prisionais, gostaria também de ver tigres e piranhas.

"É também possível recorrer a piranhas e, devido a um reduzido número de funcionários prisionais, também podemos usar tigres", declarou Waseso, citado por 'media' locais.

Um porta-voz da BNN, Slamet Pribadi, confirmou hoje esta proposta e respondeu às dúvidas sobre o projeto de Waseso: "É uma proposta séria, não é uma brincadeira. O tráfico de droga é um crime extraordinário, é por isso que a luta [antidroga] também deve ser extraordinária".

A Indonésia tem dezenas de condenados à pena de morte por tráfico de droga.

Apesar das leis que proíbem os estupefacientes na Indonésia serem das mais severas do mundo, a droga circula sem problemas nas prisões. Detidos, guardas e polícias são regularmente detidos por infrações, nomeadamente corrupção.

Lusa

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC