sicnot

Perfil

País

Greve dos estivadores arranca hoje em Lisboa, Setúbal e Figueira da Foz

A greve dos estivadores arranca hoje nos portos de Lisboa, Setúbal e Figueira da Foz, contra o fim do contrato coletivo de trabalho e a contratação de trabalhadores que os estivadores consideram "estranhos à profissão".

© Tim Chong / Reuters


O protesto, convocado pelo Sindicado dos Estivadores, Trabalhadores do Tráfego e Conferentes Marítimos do Centro e Sul de Portugal, arranca hoje às 08:00 e deverá prolongar-se até à mesma hora do dia 04 de dezembro.

Em causa está o fim do contrato coletivo de trabalho, que caduca hoje, com os trabalhadores contra as entidades empregadoras caso contratem "trabalhadores estranhos à profissão".

"Sabemos que neste momento estão a decorrer processos de recrutamento e formação de trabalhadores para nos substituírem. A partir de amanhã [sábado], data em que caduca o acordo coletivo de trabalho, vão sentir-se à vontade para por trabalhadores estranhos à profissão a fazer o trabalho dos estivadores", afirmou à Lusa, na sexta-feira o presidente do Sindicato dos Estivadores, António Mariano.

A greve irá centralizar-se no porto de Lisboa e estender-se aos portos de Setúbal e da Figueira da Foz para abranger cargas ou navios que possam vir a ser desviados para aí devido ao contexto de greve.

Os operadores do porto de Lisboa já consideraram "irracional" esta greve, afirmando que esses querem salvaguardar no acordo coletivo de trabalho, que estava a ser negociado, cláusulas que vão contra a lei, e referiram os prejuízos económicos e de credibilidade "enormes" e "irreversíveis" que o protesto irá trazer.

Lusa

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12
  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42

    Mundo

    Depois da crise dos telemóveis Samsung Note 7 com bateria defeituosa que podia explodir, a marca tinha que lançar um aparelho inovador. O S8 foi anunciado esta quarta-feira em Londres. O repórter da SIC, Lourenço Medeiros, foi ver como é.

    Enviado SIC