sicnot

Perfil

País

Buscas da PSP em Lisboa terminam sem apreensões de armas e detenções

As buscas da PSP que decorreram esta manhã em várias zonas de Lisboa e de Loures terminaram sem que tenham sido apreendidas quaisquer armas ou feitas detenções.

"Esta operação de prevenção e deteção de armas vem na sequência de uma outra que efetuámos em maio [passado] e na qual foram apreendidas armas e detidas pessoas. Depois dessa operação, começámos a fazer diligências com alguns suspeitos, que culminaram agora com novas buscas no sentido preventivo", adiantou à agência Lusa a mesma fonte do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP.

A operação de prevenção criminal de hoje foi levada a cabo por cerca de 150 elementos. As buscas domiciliárias começaram às 7:00 no bairro do Armador, em Chelas, nas Olaias, na Graça e em Unhos, concelho de Loures e tinham por objetivo encontrar armas de fogo e brancas, numa ação de prevenção criminal ao abrigo da lei das armas.

Em maio passado, a PSP realizou uma operação no Bairro do Armador, em Chelas, Lisboa, na qual foram apreendidas duas metralhadoras, duas caçadeiras e uma pistola. Nessa operação foram também detidas sete pessoas, duas das quais ficaram em prisão preventiva.

Com Lusa

  • PSP à procura de armas ilegais
    7:52

    País

    A PSP está a fazer buscas em várias zonas de Lisboa e Loures à procurta de armamento. A SIC acompanha as operações num desses locais, no Bairro do Armador.

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • "A maioria das pessoas que criticou André Ventura nunca viveu esses problemas"
    3:43

    Opinião

    A polémica em torno das declarações do candidato do PSD à Câmara de Loures, André Ventura, sobre o modo de vida da etnia cigana no concelho, esteve em análise no Jornal da Noite desta segunda-feira. Miguel Sousa Tavares defende que "os problemas existem mas não podem ser generalizados". O comentador SIC considera, ainda assim, que André Ventura tem razão quando diz que "a maioria das pessoas que o criticou nunca viveu esses problemas".

    Miguel Sousa Tavares