sicnot

Perfil

País

Presidente da República inicia visita de dois dias à Madeira

O Presidente da República, Cavaco Silva, inicia hoje uma visita de dois dias à Madeira, deslocação que acontece depois de nove audições em Belém de parceiros sociais na sequência da rejeição do Programa do Governo PSD/CDS-PP.

Em 2013, Cavaco Silva visitou as Ilhas Selvagens.

Em 2013, Cavaco Silva visitou as Ilhas Selvagens.

LUSA

Ao longo de dois dias, entre hoje e terça-feira, o Presidente da República vai estar na Madeira para mostrar como uma região de dimensões reduzidas e com uma situação geográfica ultraperiférica tem conseguido diversificar a sua economia.

A visita à Madeira, onde o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, chega ao final da manhã, insere-se no âmbito da 7.ª jornada do Roteiro para uma Economia Dinâmica, iniciativa que teve início em abril de 2014 e tem como objetivo mostrar "os pilares do crescimento económico real".

Do aeroporto do Funchal, Cavaco Silva parte logo para o primeiro ponto do programa, a inauguração do "Design Center Nini Andrade Silva", no edifício do Molhe, na Fortaleza de Nossa senhora da Conceição.

Já depois de almoço, o Presidente da República visita a ACIN - iCloud Solutions, uma empresa líder nacional no desenvolvimento e comercialização de soluções de software de gestão para as Pequenas e Médias Empresas, seguindo depois para a empresa Vinhos Barbeito, produtora de vinhos da Madeira.

Ao final da tarde, Cavaco Silva visita o futuro hotel do grupo Pestana, terminando o dia com um jantar oferecido pelo presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, na Quinta da Vigia.

O Presidente da República ouviu na quinta e sexta-feira confederações patronais, associações empresariais e sindicatos sobre "as perspetivas económicas e sociais do país", no quadro da rejeição na passada terça do Programa do XX Governo Constitucional, e "sobre as orientações de política económica e social consideradas essenciais para que Portugal mantenha, no futuro, uma trajetória de crescimento da produção e da criação de emprego".

Com Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.