sicnot

Perfil

País

Escolas de condução defendem videovigilância na salas de exames

​O presidente da Associação Portuguesa de Escolas de Condução (APEC), Alcino Cruz, defendeu hoje a implementação de um sistema de videovigilância em todas as salas de exames de código do país, para ajudar no combate à corrupção.

(SIC/ Arquivo)

(SIC/ Arquivo)

Em declarações à agência Lusa, a propósito da detenção na terça-feira de 14 pessoas, oito examinadores e seis proprietários e funcionários de escolas de condução, por suspeitas de corrupção passiva e ativa e falsificação de documentos, Alcino Cruz disse "não ter ficado surpreendido com o resultado da operação" levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ).

"Não me surpreendeu em nada. A corrupção nos exames de código não é nova. Já alertámos o IMT [Instituto da Mobilidade e dos Transportes] várias vezes e até agora nada foi feito. Nós defendemos que deveria haver em todas as salas de exames de código uma vigilância gravada e a interdição de telemóveis", salientou.

Alcino Cruz adiantou que a APEC já conta com equipamentos de videovigilância e que é proibido o uso de aparelhos eletrónicos nas suas salas de exames.

"Tivemos aqui várias pessoas que apresentaram equipamentos sofisticados ilegais e que conseguimos detetar porque temos todas as sessões gravadas em videovigilância. Não é permitida também a utilização de telemóveis. Mesmo que os levem para a sala de exames, não conseguem ter sinal", disse.

Na opinião de Alcino Cruz, sem a implementação da videovigilância "não é possível eliminar a corrupção nos exames de código".

"Nos exames de condução é mais difícil de elimnar a corrupção, mas nos de código é possível", salientou o mesmo responsável.

O presidente da APEC adiantou que a associação tem vindo a alertar para a situação desde 2000, sendo que em setembro passado voltou a falar sobre o assunto com o IMT.

"Defendemos também junto do IMT que as provas deveriam ser localizadas no centro de exames e que a legislação deveria ser mais dura para quem viola as regras", concluiu.

A PJ informou na terça-feira que na operação "Megahertz" foram detidos doze homens e duas mulheres ligados a fraudes com cartas de condução, tendo sido realizadas oitenta buscas domiciliárias e não domiciliárias.

De acordo com a SIC, oito dos detidos são do centro de exames do Automóvel Clube de Portugal (ACP), no Porto.

Segundo a PJ, o modo de atuação dos alegados suspeitos da prática dos crimes consistia em fazer aprovar os candidatos em exames teóricos (Código), com recurso à utilização de diversos equipamentos tecnológicos para registo de imagem e comunicação rádio com o objetivo de obtenção das respostas corretas, mediante contrapartidas de quantias monetárias.

Lusa

  • Detidos 8 examinadores e 6 proprietários e funcionários de escolas de condução
    2:01

    País

    Catorze pessoas foram detidas esta manhã, oito examinadores e seis proprietários e funcionários de escolas de condução, numa grande operação da Polícia Judiciária (PJ) no norte do país. Realizaram-se no total 70 buscas que envolveram 150 inspetores da PJ numa operação de grande envergadura que visou uma megafraude na obtenção de cartas de condução.

  • Examinadores do ACP do Porto detidos em fraude com cartas de condução
    3:22

    País

    Catorze pessoas foram detidas, esta manhã, numa grande operação da Polícia Judiciária (PJ) no norte do país. Estão a decorrer mais de 70 buscas e há 150 inspetores envolvidos. Os detidos são na maior parte examinadores do centro de exames do Automóvel Clube de Portugal (ACP), no Porto. São oito examinadores e seis responsáveis e funcionários de escolas de condução. O Ministério Público e a polícia suspeitam de que fazem parte de uma rede que, a troco de muito dinheiro, facilitava a aprovação de exames de código. A repórter Catarina Folhadela dá conta de mais pormenores sobre este caso de fraude nas cartas de condução.

  • Megafraude nas cartas de condução, 14 detidos

    País

    É uma gigantesca fraude na obtenção de cartas de condução: catorze pessoas foram detidas esta manhã numa grande operação da Polícia Judiciária no norte do país. Estão a decorrer mais de 70 buscas e há 150 inspetores envolvidos.

  • Explosão no aeroporto de Damasco

    Mundo

    Uma explosão de grandes dimensões atingiu, esta manhã, o aeroporto de Damasco, na capital Síria. O ataque terá sido realizado pelas forças israelitas.

    Em atualização

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.