sicnot

Perfil

País

Pena de 17 anos e meio de prisão para homem acusado de matar mulher em Sintra

O Supremo Tribunal de Justiça confirmou a pena de 17 anos e meio de prisão ao homem acusado de matar uma pessoa na praia da Aguda, Sintra. O alegado homicida tinha recorrido da sentença: primeiro para a Relação e agora para o Supremo.

Os juízes não só confirmaram a pena como também o obrigaram a pagar uma indemnização à filha da vítima. A mulher, professora, foi conduzida até à praia. E convencida a descer até à falésia. Já no areal, o homem agrediu-a violentamente e afogou-a.

Quando foi detido pela polícia tinha consigo os cartões de credito da vítima. Em tribunal, o homem confessou ter estado com a professora na noite do crime, mas negou ser o autor do homicídio.

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.