sicnot

Perfil

País

Portugal entre os quatro países da UE com menos feriados

Os países da UE com menos feriados são o Reino Unido e a Irlanda, com seis cada um, seguidos de Portugal e Alemanha, com nove.

LUSA

Quatro partidos portugueses levam na sexta-feira ao plenário da Assembleia da República iniciativas legislativas para a reposição de feriados suspensos em 2012.

O PS propõe apenas a reposição imediata dos dois feriados civis, enquanto PCP, BE e PEV querem reintroduzir os quatro suspensos em 2012: Implantação da República, a 05 de outubro, a Restauração da Independência, a 01 de dezembro, e os feriados religiosos do Corpo de Deus (móvel) e Dia de Todos-os-Santos (01 de novembro).

Em 2011, os portugueses assinalavam no calendário 13 feriados, seis civis e sete religiosos.

De acordo com as páginas digitais oficiais governamentais e do turismo dos Estados-membros da UE, Chipre, Eslováquia e Suécia lideram com 15 feriados.

Seguem-se a Bulgária, Letónia e Malta com 14. Áustria, Croácia - a última adesão aos 28 - e Grécia têm 13 dias feriados nacionais.

Bélgica, República Checa, Estónia, Eslovénia, Finlândia, Itália, Lituânia e Polónia registam 12, seguidos pela Dinamarca, Hungria, Holanda e Espanha com 11.

França, Luxemburgo e Roménia registaram no corrente ano dez dias feriados.

Lusa

  • 10 Minutos com Ana Catarina Mendes
    10:28

    10 Minutos

    A secretária geral adjunta do PS diz que não percebe porque é que o PSD levou tanto tempo a escolher o candidato à Câmara de Lisboa. Em entrevista no 10 Minutos da SIC Noticias, Ana Catarina Mendes considerou ainda que Pedro Passos Coelho não tem estado à altura de um líder da oposição. Quanto às legislativas, entende que o PS deve concorrer sozinho às eleições.

    Entrevista na íntegra

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.