sicnot

Perfil

País

Descida de temperatura, vento e chuva para o fim de semana

As temperaturas máximas vão descer dois a seis graus no sábado, prevendo-se um fim de semana com frio, vento forte, neve e alguma precipitação em todo o território continental, disse à agência Lusa a meteorologista Madalena Rodrigues.

De acordo com a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a descida da temperatura, a precipitação, a queda de neve e o vento forte é provocada pela aproximação e passagem de uma superfície frontal fria no sábado.

"Para sábado, estamos a prever uma descida da temperatura máxima entre dois e seis graus Celsius em relação ao dia de hoje. Estamos também a prever a ocorrência de precipitação começando pelo Minho e depois estendendo-se gradualmente ao restante território. Depois a partir da tarde vamos ter uma diminuição da precipitação", disse a meteorologista, salientando que os aguaceiros serão de neve acima dos mil metros.

Madalena Rodrigues indicou também que para domingo está prevista uma melhoria durante a manhã e para tarde alguma precipitação, em especial nas regiões do litoral, sendo de neve acima dos 1.000 metros.

No entanto, segundo a meteorologista, para domingo, o IPMA prevê uma descida da temperatura mínima entre os dois e os quatro graus no norte e centro do e no restante território entre os quatro e os nove graus centígrados.

"As temperaturas máximas na região sul e do litoral norte e centro podem chegar aos 14 graus, enquanto nas regiões do interior não vão ultrapassar os oito graus", explicou.

Madalena Rodrigues salientou ainda que o IPMA prevê vento moderado a forte no litoral e nas terras altas com rajadas da ordem dos 70 quilómetros por hora, sendo de 85 quilómetros por hora nas terras altas.

" A partir de segunda-feira mantém-se a temperatura baixa mas com tempo seco", adiantou.

O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente pouco nublado, apresentando-se muito nublado no litoral a norte do Cabo Raso, e períodos de chuva fraca no Minho para o fim do dia.

Está também previsto vento fraco a moderado de norte, tornando-se gradualmente do quadrante oeste nas regiões norte e centro, soprando moderado a forte nas terras altas a partir da tarde.

A previsão aponta ainda para neblina ou nevoeiro matinal, podendo persistir até meio da tarde em alguns locais do interior norte e centro.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 12 e 20 graus Celsius, no Porto entre 10 e 19, em Braga entre 8 e 20, em Vila Real entre 7 e 16, em Viseu entre 9 e 18, em Bragança entre 6 e 14, na Guarda entre 7 e 16, em Coimbra entre 10 e 18, em Castelo Branco entre 9 e 21, em Santarém entre 9 e 22, em Évora entre 9 e 23, em Beja entre 11 e 23 e em Faro entre 12 e 22.

Lusa

  • Mau tempo nos EUA já causou um morto e vários estragos
    1:02

    Mundo

    Uma pessoa morreu e mais de 237 mil casas e lojas ficaram sem eletricidade no estado de Washington, nos Estados Unidos, devido à passagem de uma tempestade, com ventos de cerca de 80 quilómetros por hora. O mau tempo atinge partes do Louisiana, Arkansas e Texas.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.